Conheça o Parque Nacional Morrocoy

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

Saiba como economizar dinheiro pra uma próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Conheça Prudentópolis - PR, a pequena Ucrânia

O estado do Paraná é a maior colônia de ucranianos fora da Ucrânia e Prudentópolis foi o município brasileiro que mais recebeu imigrantes vindos da Ucrânia. Aproximadamente 80% da população atual de Prudentópolis tem descendência ucraniana. Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

 

Lago Titicaca, Copacabana e Isla del Sol

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-21

Depois de alguns dias em La Paz, partimos pra cidade de Copacabana e hoje vou contar um pouquinho sobre esse belíssimo passeio na Bolívia. Conheça a Isla del Sol no Lago Titicaca.

Acompanhe o DMEC no Instagram: @demochilaecaneca
Na Bolívia usamos a hastag #dmecnabolivia

Lago Titicaca

O Lago Titicaca está localizado nos territórios da Bolívia (cerca de 30%) e do Peru ( cerca de 70%). É o lago navegável mais alto do mundo e o segundo maior lago da América do Sul, atrás apenas do lago Maracaibo, na Venezuela.

Situado a 3800 m acima do nível do mar, possui 8.549 km² de área, com profundidade máxima de 280 m. É sem dúvida uma das paisagens mais bonitas que já vi. Ainda não conheço a parte peruana, mas pelo que sei, a parte mais bonita e mais interessante fica justamente no lado da Bolívia. Lado este que tive o prazer de conhecer e agora compartilho aqui no DMEC como foi a experiência.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-27

O belo Lago Titicaca.

Saindo de La Paz, é preciso pegar vans ou micro ônibus que partem da frente do cemitério de La Paz, com destino à cidade de Copacabana, o custo é de aproximadamente 30 bolivianos. A viagem leva cerca de 3 h, são cerca de 160 km.

Há quem prefira ir em táxi evitando assim dividir o espaço com galinhas, porcos e muitas sacolas que são transportadas pelos usuários bolivianos. Na nossa van não tinha nenhum animal, mas em compensação sacolas tinham várias, mas tava tudo suce!

A viagem até Copacabana é bem interessante e eu gostei bastante, pois existem paisagens muito bonitas pelo caminho. Pra quem se liga nos detalhes como eu, é uma viagem muito legal, sem falar que você provavelmente vai interagir com os locais e absorver um pouco mais da cultura.

Um momento diferenciado nesta viagem, é que em  San Pedro de Tiquina, é preciso descer da Van (ou do Micro ônibus) e atravessar uma parte do lago em um barquinho (custo 2 Bolivanos), enquanto isso, a Van vai em uma espécie de “mini ferry-boat”.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-16

Vai que vai!

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-17

Segurança é tudo…

Em uma margem do lago está uma estátua de um Inka e na outra um interessante monumento que mostra a magoa que ainda existente pelos bolivianos em relação a guerra com o Chile, onde a Bolívia perdeu sua saída ao mar.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-15

O grande Inka em Tikina.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-18

A magoa boliviana, em relação a guerra do Pacífico – “O que um dia foi nosso, nosso outra vez será” .

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-19

Bolívia reivindica sua saída ao mar.

Chegando em Copacabana, várias pessoas disputam os turistas oferecendo opções de hospedagem, existem muitos  locais pra se hospedar. Nós ficamos em um hostal chamado “Olas del Titicaca”, custo 20 bolivianos por pessoa. No próprio hostal, contratamos também o barco que sairia para a Isla del Sol às 8 h da manhã do outro dia.

Copacabana

Copacabana é a cidade base pra visitar as ilhas da região e também é rota de quem vai pro Peru ( ou pra quem vem do Peru pra Bolívia). É uma cidade bem pequena e muito simpática e em meio dia dá pra ver quase tudo da cidade, que deu origem ao nome do famoso bairro da zona sul do Rio De Janeiro.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-2

O porto de Copacabana.

Como tenho quase certeza que você não sabia sobre a origem do nome do bairro do Rio de Janeiro, vou contar um pouquinho de história: Há muitos anos uma imagem de Nossa Senhora de Copacabana foi levada da cidade que fica às margens do Lago Titicaca, pro litoral carioca, onde foi fundada a Igreja de Nossa Senhora de Copacabana, que deu origem ao nome do famoso bairro do Rio de Janeiro. Gostou dessa?

Em Copacabana (a original), o principal atrativo, além do lago, é a Catedral de la Virgen de la Candelária, uma bonita igreja construída no século 17, que é visita obrigatória numa passagem pela cidade. Não deixe de observar os desenhos na porta da igreja que misturam o catolicismo com as religiões indígenas dos locais.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol

Catedral de la Virgen de la Candelária.

O Morro do Calvário também é bem interessante, mas prepare-se para uma trilha de pedras com uma escadaria bastante íngreme. No caminho existem cruzes que simbolizam a Via Crucis de Cristo. Ao chegar ao cume está uma das mais lindas paisagens da Bolívia, com a visão panorâmica do Lago e da cidade de Copacabana.

Outros atrativos são o Tribunal del Inca ou Intikala, um conjunto de pedras que provavelmente foi utilizado em cerimoniais religiosos dedicados ao Sol e a Horca del Inca, que é uma formação rochosa, onde segundo locais, foi um observatório astronômico dos Incas.

Pra ir embora de Copacabana, da Praça Sucre partem vans e micro ônibus para Yunguyo e Puno no Peru (de Puno é possível seguir para Cusco, umroteiro clássico de muitos mochileiros). No nosso caso, nós voltamos para La Paz.


LEIA TAMBÉM: 

- CHACALTAYA, A MANEIRA MAIS FÁCIL DO MUNDO DE CHEGAR A 5421m DE ALTITUDE.
- LA PAZ – CONHECENDO A CIDADE


Isla del Sol

A Isla del Sol é um dos locais mais sagrados para os descendentes das civilizações Incas, segundo uma lenda local, foi exatamente nesta ilha que o Deus Sol enviou seus filhos Manco Capac e Mama Ocllo, para que estes ensinassem aos homens à viverem de forma racional, já que até então, viviam como animais.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-22

Mapa de Copacabana.

O percurso de Copacabana até a Isla del Sol é muito bonito com pequenas ilhas, montanhas rochosas e a visão deslumbrante dos Andes no horizonte, tudo fica emoldurado pelas  águas azuladas do imenso Lago Titicaca. É pra encantar qualquer viajante.

Atenção é indispensável: protetor solar, chapéu e um bom agasalho, pois o sol é forte e os ventos são geladíssimos.

Chegando na Isla del Sol existem duas opções de passeio:

Uma delas é ir de barco até a parte norte, conhecer os atrativos do lado norte da ilha e em aproximadamente 40 min, voltar pro barco seguindo pro lado sul da ilha, pra conhecer os atrativos do lado sul.

A segunda opção é mais cansativa e muito mais bonita: seguir do lado norte até o lado sul (ou vice versa) pela Ruta Sagrada de la eternidad de los Incas”. Claro que escolhemos esta última!

O barco chega de Copacabana na parte sul, onde quem quiser pode descer ou prosseguir até a parte norte da ilha. Nós seguimos pro norte, onde está localizada a comunidade Challapampa.

Na entrada  da comunidade está o  Museo de oro de la ciudad sumergida é necessário pagar 10 bolivianos pra ter acesso ao pequeno museu, que possuí algumas peças incas, artesanatos e fotos e nada de mais.

Este mesmo ingresso dá acesso as ruínas Chinkana (maior atrativo da parte norte) e a Rocha Sagrada, chamada Titi Khar’ka (Pedra do puma). Segundo a lenda, Titi Khar’ka foi o lugar de onde saíram os primeiros Incas,  pra fundar a cidade de Cusco.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-9

Visual fantástico e parte das ruínas Chinkana.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-8

Ruínas Chinkana.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-7

Titi Khar’ka, a Pedra do Puma.

Próximo da rocha sagrada, existe uma mesa de pedras construída para cerimônias de oferendas aos Deuses (principalmente pra Pachamama). Segundo dizem, as populações que viviam antes dos Incas (a mais famosa são os Tihuanacos), apenas faziam oferendas de animais, já os Incas, além de animais também faziam oferendas humanas.  Neste local, um senhor indígena mantém a tradição, realizando alguns rituais indígenas com os turistas.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol

Maravilhosamente fantástico!

A trilha que leva até as ruínas (que é a mesma que dá acesso a rota sagrada) tem belos visuais. Pode ser feita na companhia de um guia; ou por si próprio. Se for por sozinho economiza mais 10 bolivianos, que é pedido pelo guia no final da trilha que leva até Chinkana. Depois da visita às ruínas de Chinkana, ou você volta pro barco e vai pro sul, ou vai pro Sul caminhando pela Rota Sagrada.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-6

Visual!

É lógico que fomos pela Rota Sagrada, mas antes de tudo é bom estar ciente que o caminho é longo, o sol é intenso e dependendo do horário, também é bem frio. Além disso vale lembrar que estamos na Bolívia e a altitude faz você cansar mais facilmente!

A paisagem é deslumbrante, porém ao longo do caminho é meio repetitiva. Vale pensar bem antes fazer a caminhada de cerca de 4 horas, entre subidas e descidas. Se tiver tempo disponível, com certeza vale a pena!

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-14

É chão, mas o visual compensa!

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-13

E a cordilheira lá atrás…

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-12

Visual na Isla del Sol!

É bom saber que existem “pedágios” pelo caminho. Isso mesmo, acontece que cada vez que muda o povoado é cobrado um valor que da acesso à trilha em suas terras. É um valor simbólico – cerca de 5 bolivianos ao entrar na comunidade Challa (centro da ilha) e mais 5 para entrar na comunidade Yumani (sul da ilha), tirando os 10 que já foram pagos à comunidade Challapampa no norte.

Já vi em diversos fóruns a galera indignada por ter que pagar estes vcalores, já que ninguém avisa que existem estes “pedágios”. Existe ainda quem diga que não é obrigatório, mas sei lá, acho que não faz falta pra ninguém e além disso, é uma das únicas fontes de renda daquelas pessoas tão sofridas. Então não seja mesquinho!

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-11

Trocando uma ideia com o tio do pedágio.

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-25

Eu e a Llama, a Llama e eu.

É importante lembrar que se a pessoa demorar muito na trilha pode perder o barco de volta pra Copacabana. Aí, ou paga outro, ou dorme na ilha… No nosso caso (que iríamos voltar no mesmo dia), quiseram cobrar outro barco, já que chegamos ao outro lado da ilha, pouco depois das 16h e o nosso barco já tinha partido, porém o horário combinado era 16h30. Batemos o pé, falamos que não tínhamos mais dinheiro e os caras acabaram deixando a gente ir em outro barco que sairia logo mais. Na real, eles queriam cobrar de novo, senti uma malandragem no ar!

Bolivia - Lago Titicaca - Isla del Sol-28

Entrada – ou chegada – na Parte Sul da Ilha.

Uma outra opção é dormir na Ilha e se me perguntassem se eu visitaria de novo a Isla del Sol, eu responderia sim, com a trilha da Rota Sagrada e pernoite!

Em Copacabana, também existem outros passeios que vão até a Isla de la Luna, Islas flutuantes, Puno ou até mesmo Cusco, infelizmente não posso descrever nenhum destes outros passeios por não ter feito nenhum.


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Utilize os nossos parceiros e ajude nosso blog:

- Encontre e reserve sua hospedagem em La Paz, em Copacabana, na Isla del Sol, ou em qualquer lugar do mundo, através do Booking.com. Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

- Contrate seu seguro viagem através da nossa parceira Real Seguro, além de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a Real Seguro faz cotações com as melhores seguradoras do mercado!


33 Respostas para Lago Titicaca, Copacabana e Isla del Sol

  1. Olá, parabéns pelo seu muchilão, adorei as dicas!
    Estou organizando uma viagem a La Paz e preciso tirar uma dúvida.No meu roteiro irei para Copacabana dia 06 e quero nesse mesmo dia fazer a ilha, pelo que li os ônibus saem do cemitério as 08:30 e chegam em Copacabana as 12h, consigo um barco para a ilha? Em alguns relatos vi que o retorno é sempre as 16:30, mas não consegui identificar os horários de saída dos barcos de Copacabana para Isla.
    Minha intensão é voltar da Isla e ir para PUNO, no mesmo dia ou no dia seguinte. Acha que consigo essa logística?

    • Itamar Japa disse:

      Olá Cassia.

      Olha vai ficar bem corrido…
      Me parece que tem um barco saindo as 13:30 h (não tenho certeza). Mas com este, não dá pra ver toda a ilha.

      Acho que a melhor opção é ir e dormir na ilha. Dizem que é muito bonito. Se eu voltar pra lá, com certeza farei isso. Outra opção e curtir Copacabana e ir pra ilha só no outro dia, aí dá tempo de ver toda a ilha e até fazer a trilha Inca.

      :)

    • Gabriela disse:

      Olá Cassia, estou planejando a mesma viagem para Dezembro e tenho as mesmas dúvidas que você. Será que é possível você me passar seu contato (email) para me dar dicas assim que retornar da sua viagem? Meu email – gabriela.daniel@hotmail.com

      Obrigado,

  2. Maria Eduarda Alves disse:

    Oi, gostei bastante da riqueza de detalhes do post, eu vou para a Bolivia agora em novembro, ejá li bastante sobre os passeios, principalmente sobre a isla del sol e o sue relato é um dos mais detalhados!!!!
    Eu acho que vou acabar dormindo um dia no lado ul e um dia no lado norte, li em um blog em espanhol que tem uma praia no lado sul bem legal e é menos turistica! to super na dúvida, mas vou definir!!
    parabéns pelo blog mais uma vez

    abraço

    • Itamar Japa disse:

      Que maravilha Maria Eduarda, ficamos bem felizes com seu comentário! :) Se eu tivesse nova oportunidade, com certeza dormiria na Ilha, não tenho dúvidas! Eu vi várias praias paradisíacas lá, acho que são bem geladas, mas são lindas!!!

      Quando voltar conta pra nós, o que achou! :)

      Uma boa viagem!

  3. Naciete disse:

    OI. Muito bacana suas dicas. POderia me infomormar a que horas os barcos saem de Copacabana com destino às ilhas?
    Obrigada.

  4. Fomos altamente surpreendidos pelos pedágio entre norte e sul da ilha. Por pouco não ficamos sem, pois tudo lá é (era pelo menos) em dinheiro. Muuita saudade desse lugar. Ótimo post.

  5. Poxa que post interessante! Além da Bolívia já estar na minha listinha faz tempo, achei muito legal o relato contando a història do nome Copacabana. Fotos lindíssimas! Abraços

  6. Post super esclarecedor, eu tinha algumas dúvidas sobre este tour e você me ajudou muito. Estou lendo tudo no De Mochila e Caneca!

  7. Gê Azevedo disse:

    Essa viagem tá no meu radar há muito tempo! Quando eu vejo relatos tão bons quanto este, e com fotos maravilhosas, eu tenho certeza de que preciso tirar do papel com urgência.

  8. Josiane Bravo disse:

    Esse lago é maravilhoso, sempre que vejo fotos do Lago Titicaca, só cresce ainda mais a vontade de conhecer esse pedacinho da Bolívia, e claro, sou louca para conhecer o Peru também. Achei interessante essa questão dos pedágios que você mencionou rs e essa balsa mega segura para transportar a van ;)

    Abraços

  9. Zudi Dadalt disse:

    Itamar adorei ler seu post. Essa foi minha primeira viagem como mochileira (o que não sou mais). Foi ótimo recordar uma das minhas melhores experiências. Meu roteiro foi parecido, só que fiz as ilhas flutuantes e depois segui para Cusco. Valeu.

  10. A Isla del Sol foi meu lugar preferido na Bolívia. A energia do lugar é incrível. Esse post está ótimo e as fotos muito bonitas.

  11. Caren Sales disse:

    Como é lindo… deu vontade de conhecer a Bolivia com esse post!

  12. Salonisses disse:

    Essa mistura de ruínas em meio a natureza bruta é algo que me encanta demais. Fiquei apaixonada por todo o trajeto mas principalmente dela Isla del Sol.
    Caprichou no post :) Adorei

  13. Gente! Eu não sabia que a Copacabana carioca era Copacabana por causa da Copacabana boliviana! Hahaha… Amei o post e as fotos!

  14. Esse lugar é realmente lindo!
    A minha ida para là foi uma doidera mega cansativa e pelo teu relato, eu conheci muito pouco da ilha.
    Não sei qual lado visitamos, mas nos hospedamos em um hostel HI. Subir aquelas escadarias com nossas mochilas foi a coisa mais difícil do mundo e dormir ali é realmente muito interessante; não hà energia elétrica e assim que o sol vai embora, a vida na cidade também se vai!

  15. Tatiana disse:

    Muito legais as dicas! Já tinha muita vontade de ir ao Peru e agora vou incluir o lago no roteiro. :)

  16. Nathália Cristina disse:

    Olá, quanto custou o passeio para a Isla del Sol? Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>