Saiba como economizar dinheiro pra próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!!!

Conheça a Catedral de São Basílio, um dos maiores cartões postais da Rússia e uma das igrejas mais bonitas do mundo. Mais »

Conheça o Parque Nacional Morrocoy, na Venezuela.

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

 

Como foi passar o Carnaval na Ilha de Superagui, no litoral do Paraná.

Ilha-de-Superagui-no-carnaval

Neste último carnaval estivemos conhecendo a Ilha de Superagui, um dos cantinhos mais belos e isolados do litoral paranaense. Lugar ideal pra quem, assim como nós, estava buscando paz e tranquilidade, ao invés de folia e blocos. E não é só isso, no Superagui encontramos muita beleza, praias desertas, trilhas e comida boa e barata!!! Confira como foi nosso carnaval na Ilha de Superagui.


Acompanhe o DMEC nas redes sociais: Instagram | Facebook | Twitter | Pinterest
No Paraná nós usamos a hastag #dmecnoParaná


Ilha de Superagui 

A Ilha de Superagui pertence ao município de Guaraqueçaba e está localizada no litoral norte do estado do Paraná, sendo o último território do litoral paranaense antes do estado de São Paulo. Superagui fica a cerca de 2 horas em barco, partindo de Paranaguá, o que faz com que a ilha não seja muito visitada, embora tenha um grande potencial.

Ilha de Superagui-Praia deserta

Ilha de Superagui.

Superagui é um destino rústico e tranquilo, ideal pra quem busca paz e sossego. A ilha possui um pequeno povoado, algumas pousadas, campings, alguns restaurantes, casas de pescadores e nada mais. Não espere luxo, muito menos badalação. Superagui é um destino roots, daqueles que parecem ter parado no tempo.

Ilha de Superagui-Mercearia do Toninho.

O maior mercado da ilha é o pequeno Armazém do Toninho.

A ilha faz parte do Parque Nacional do Superagui, que engloba outras ilhas e uma parte continental, somando quase 34 mil hectares. O Parque Nacional de Superagui abriga um dos ecossistemas mais importantes do mundo e por este motivo desde 1991 é declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO, que também declarou a região como Patrimônio da Humanidade, em 1999.

Ilha de Superagui-Mangue

Mangue no Superagui.

Além de mangues, praias desertas, restingas e uma grande faixa de mata atlântica o Parque Nacional do Superagui abriga inúmeras espécies de animais, entre eles alguns ameaçados de extinção como o papagaio-chauá, o papagaio-da-cara-roxa, o mico-leão-da-cara-preta, a onça-parda e o jacaré-de-papo-amarelo.

Outro animal que destaca-se na região é o Boto-Cinza, aliás, uma visita a região do Superagui tem a como característica marcante a enorme quantidade de botos que podem ser avistados a todo tempo.


 LEIA TAMBÉM:

+ CONHEÇA GUARAQUEÇABA, UM PARAÍSO ESCONDIDO NO LITORAL PARANAENSE.
+ CONHEÇA A RESERVA NATURAL SALTO MORATO, EM GUARAQUEÇABA.


 Carnaval na Ilha de Superagui

Faz muito tempo que tínhamos vontade de conhecer a Ilha de Superagui, mas até então nunca tinha surgido a oportunidade. Neste carnaval, junto de nossos companheiros de viagens, decidimos que, como de costume, iríamos para um lugar tranquilo, longe da bagunça do carnaval. Entre todas as opções cogitadas, surgiu a Ilha de Superagui, que fica aqui pertinho de Curitiba. A escolha não poderia ter sido melhor! A Ilha de Superagui nos agradou imensamente!!!

Ilha de Superagui-Ilha

Desembarcando em Superagui.

Com uma beleza peculiar e mesmo sendo uma data onde, teoricamente, o local estaria cheio, com muitos turistas, nós encontramos uma Superagui bem mais tranquila e sossegada do que estávamos imaginado.

Ilha de Superagui-praia

Praia “cheia” no carnaval de Superagui.

Ao contrário de sua co-irmã, a Ilha do Mel, que fica ali pertinho (até podemos avistá-la de lá), Superagui não tem agito e badalação no carnaval.

Ilha de Superagui-Ilha do Mel.

A Ilha do Mel vista a partir da Ilha de Superagui.

Nós partimos de Paranaguá no Sábado e pegamos um mar bem tranquilo, onde o tempo de travessia até Superagui foi de pouco mais de 2 horas. Levamos muita sorte e chegamos em Paranaguá e já tinha um barco praticamente cheio partindo.

Ilha de Superagui

Deixando Paranaguá.

O trajeto até a ilha é bonito e no caminho podemos visualizar entre outras coisas, regiões de mangues, botos, pássaros, o Porto de Paranaguá e outras ilhas da região.

 Ilha de Superagui-Porto de Paranaguá.  Ilha de Superagui-Trajeto

A travessia de barco custou R$30,00 por pessoa. Saímos de Paranaguá às 15h30, chegando na Ilha de Supergaui lá pelas 17h30. Ainda existem voadoras que fazem o trajeto em cerca de 40 minutos (neste dia o cara nos ofereceu por R$40,00), o problema é que é preciso esperar encher os barcos para partir… Ainda vale ressaltar que isso vale para feriados, pois em dias normais os barcos partem em horários fixos, mas é possível contratar voadeiras e lanchas particulares, o custo gira em torno de R$250,00.

Ilha de Superagui-Barco

Partiu Ilha de Superagui.

Chegando na ilha, depois de devidamente alojados na Pousada Horizonte (41-34827172), ainda nos sobrou tempo pra curtir um final de tarde.

Ilha de Superagui-praia

Aventureiros unidos.

 

Por sorte o dia ainda nos rendeu o pôr de sol mais belo do feriado, que observamos enquanto nos banhávamos nas águas quentes de Superagui.

Ilha de Superagui-Final de tarde

Final de tarde em Superagui.

Ilha de Superagui-pôr do sol.

Pôr do sol em Superagui.

Pela noite, saímos caminhar por Superagui e nos deparamos com os “mascarados” personagens típicos do carnaval da ilha, que segundo nos disseram, dão sustos e jogam água nos desavisados. Apesar de que, não vimos nada disso, mas confesso que só de encontrar os sinistros mascarados pela ilha escura, já é suficiente pra te deixar com um medinho!

Ilha de Superagui-Mascarados.

Os mascarados do carnaval de Superagui.

Ilha de Superagui-Mascarados.

“Gangue” de mascarados perambulando pelo escuro da Ilha de Superagui.

Nesta primeira noite comemos no Restaurante Tropical, onde voltaríamos pra comer em quase todas as demais vezes em que fomos comer! Comida boa, com preço justo e com bastante camarões e/ou peixes. Aliás, não vemos a hora de voltar pra Superagui pra comer aquele delicioso camarão! Os pratos variam de R$20,00, o prato feito com camarão ou peixe (por sinal bastante camarão/peixe) até R$ 60,00 o prato comercial, que serve 2 pessoas e vem com camarão e peixe.

Ilha de Superagui-20

Prato comercial servido a luz de velas em frente a praia de Superagui.

Ilha de Superagui-77

Prato feito – camarão.

Ah! Claro não poderia esquecer da famosa bebida tipica da região, o “Whiskyi Caiçara” mais conhecido como Cataia…

Ilha de Superagui-Cataia

A deliciosa cataia de Superagui.

Nosso segundo dia em Superagui foi o mais intenso. Acordamos cedo com a intensão de alugar uma bike para ir até a Praia Deserta, mas não levamos sorte e todas as bikes já tinham sido alugadas. Sendo assim, resolvemos fazer a trilha que vai até o inicio da Praia Deserta a pé.

Ilha de Superagui-Praia Deserta

Caminhantes da praia deserta de Superagui.

Na verdade fomos pela praia e retornamos pela trilha. São cerca de 4 km cada trecho e, sendo pela praia ou pela trilha, as paisagens são bem bonitas.

Ilha de Superagui-caminhada até a praia deserta.

Caminhada até a praia deserta.

Ilha de Superagui-Praia Deserta.

Praia deserta.

Pra quem tiver mais disposição, e/ou pra quem conseguir alugar uma bike, são 38 km de praia deserta, até a divisa com São Paulo.

Ilha de Superagui-Praia deserta.

Praia deserta.

Ilha de Superagui-Praia deserta.

Praia deserta.

Ao longo de todo o caminho encontramos uma meia duzia de turistas, muito de vez em quando, isso porque era carnaval e teoricamente a ilha estava cheia… Ficamos imaginando aquele lugar em dias normais. Que paz, dá pra correr na praia pelado! :)

Ilha de Superagui-28

Praia deserta… deserta mesmo.

Ficamos na Praia Deserta por algum tempo, mas como o sol abriu com força total, resolvemos voltar! Aliás vale ressaltar que, para fazer esta trilha é muito importante passar bastante protetor solar, levar água e também repelente para o trecho da trilha. E por falar em trilha, a caminhada pela trilha é bem agradável, com belos visuais pelo caminho.

Ilha de Superagui-trilha.

Trilha.

Ilha de Superagui-trilha.

Trilha.

Voltamos a vila e aproveitamos o resto do dia por ali mesmo, claro, comemos mais uma vez no Restaurante Tropical! Camarõesss… e mais camarões!!!

Ilha de Superagui-Restaurante Tropical

Restaurante Tropical com jantar a luz de velas – frente ao mar… 

Durante a noite fomos até o Bar do Fandango, onde pudemos constatar que o carnaval em Superagui também pode proporcionar um agito pra quem gosta de festa!

Neste bar a noite é aquecida com muito Fandango Caiçara, música e dança típica da região. Aliás é bastante interessante acompanhar e observar a tradição do fandango na ilha, que se mantém viva e resiste ao tempo. Alguns turistas mais empolgados se arriscam até a dançar o fandango em meio aos nativos da ilha. Como estava ameaçando chover não levamos a câmera e pra piorar a bateria do celular acabou… Ficamos devendo a imagem do fandango, em compensação conseguimos esta bela foto da chuva se aproximando…

Ilha de Superagui-chuva

A primeira foto de um raio, a gente nunca esquece…

Em nosso terceiro dia a chuva chegou e acabou com nossa festa, nossos passeios de barco pela região tiveram que ser cancelados e ficamos ficamos praticamente o dia todo azedando na pousada.

No raro momento em que a chuva deu uma trégua, a Paty e eu fomos até o outro lado do trapiche pra dar uma conhecida em um pedacinho diferente da ilha. Infelizmente não demorou muito e a chuva voltou a cair.

Ilha de Superagui-Trapiche

Conhecendo o outro lado do Trapiche…

Mas não pense que o dia todo foi perdido, no final da noite, o tempo deu mais uma trégua e tivemos a oportunidade de conferir de perto uma das belezas mais raras que a Ilha de Superagui proporciona. Caminhamos algum tempo até conseguirmos nos afastar das luzes do vilarejo e lá, já no escuro, conseguimos ver o fenômeno chamado Bioluminescência, quando organismo vivos, neste caso fitoplânctons bioluminescentes, emitem luzes através de reações químicas. Tipo o que acontece com os vaga-lumes. A região do Supergaui é um dos poucos locais no Brasil onde é possível ver este fenômeno.  Nós piramos o cabeção quando mechemos na água e vimos as pequenas “faíscas” se formando. Bem legal mesmo!

Ainda tínhamos mais um dia na ilha, mas como o tempo não melhorou e a expectativa era que piorasse acabamos deixando Superagui cedo…

Na travessia de volta, dois momentos tensos, o primeiro na saída da ilha, quando em um pequeno trecho de mar aberto o barco teve que atravessar algumas ondas, o que causou uma certa apreensão nos passageiros, já que o mar não estava tão calmo quanto na vinda.

O segundo momento de tensão, foi quando o barco teve algum problema na distribuição de combustível e parou. O problema é que parou justamente no canal, local onde os navios que entram pro Porto De Paranaguá fazem rota.

Ilha de Superagui-Barco

A deriva no teto do barco…

Logo apareceu um pequeno barco e nos rebocou pra fora do canal. assim ficamos a deriva, por alguns minutos até que conseguissem concertar o barco. Aventura é aventura!

Ilha de Superagui-Barco

Reboque nos tirando do canal do Porto de Paranaguá.

Bom, de qualquer forma, mesmo que a chuva tenha atrapalhado um pouco nosso carnaval, ainda assim, conseguimos aproveitar um pouco e conhecer um lugar lindo. Saímos da Ilha de Superagui com a certeza de que voltaremos muito em breve! Logo, depois que a gente retornar e conseguir fazer os passeios que ficaram faltando a gente faz um novo post mais informativo, contando com mais detalhes o que tem pra fazer por lá.

 


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Organize sua viagem utilizando nossos parceiros e ajude nosso blog:

- Encontre e reserve sua hospedagem na Ilha de Superagui, Guaraqueçaba, Paranaguá ou em qualquer parte do mundo através do Booking.com. Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

- Contrate seu seguro viagem através da nossa parceira Real Seguro, além de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a Real Seguro faz cotações com as melhores seguradoras do mercado! Lembrando que para visitar Cuba é obrigatório ter seguro viagem.

- Está pensando em alugar um carro!? Consiga o melhor preço consultando as melhores locadoras através da Rentcars.comAlém de economizar , você pode pagar em até 12x, sem IOF e o melhor, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso!


 

Share

24 Respostas para Como foi passar o Carnaval na Ilha de Superagui, no litoral do Paraná.

  1. Ana disse:

    Que sonho! Como sempre, post ótimo. Amo natureza e me pareceu um paraíso, espero um dia poder ir.
    Ana.

  2. Ual, que delicia aquele almoço com arroz, feijão e camarão! Me deu água na boca! Adorei as dicas sobre um Carnaval super diferente e gostoso numa ilha ainda não tão conhecida :)

    • Itamar Japa disse:

      Olá Victoria. Você não tem ideia como esta comida estava maravilhosa, aquele tempero caseiro, camarão fresquinho, feijão com folhas de louro, hmmm… Este é o tipo de prato simples que coloca no bolso aqueles pratos “gourmets”, caros, pequenos e sem sabor. :) Não vemos a hora de voltar pra comer estes camarões. :)

  3. Amilton Fortes disse:

    Delícia de carnaval hein? As aventuras também fazem parte do pacote e deixam tudo mais emocionante. Espero um dia poder visitar esse lugar. Abs

  4. O Brasil tem muitos lugares pouco explorados. Esse é um deles. Não conhecia a ter ler o post. Adorei todas as informações super completas e que liiiiindo por do sol!!!!

  5. Que lugarzinho gostoso! Nunca tinha ouvido falar. Fugiram mesmo do carnaval, hein? rs E as fotos do fim de tarde estão espetaculares.

  6. Analuiza disse:

    Que legal! Adoro lugares assim, mais vazios e mais tranquilos. Aqui na Bahia tinha muitos, agora parece que todo mundo descobriu todos os paraísos que estão quase sempre lotados. As paisagens são lindas, mesmo com chuva e o por do sol também. Que delícia deve ter sido este carnaval ai.

    Que foto legal a dos raios. Também teria medo dos mascarados. rsrss

  7. Ruthia disse:

    Eu adoraria passear nessas praias em época baixa. Lugares desertos e silêncio são um remédio para a alma (esperando não encontrar ninguém nu, haha). E, como nunca vi um boto ao vivo, seria Mais um motivo para tornar a visita inesquecível.

  8. A gente sempre ouve falar da ilha do Mel, mas realmente não tinha ouvido falar da Superagui e foi uma ótima escolha para relaxar no carnaval. Muito tranquilha e com boas opções gastronômicas.
    Também escolhemos uma praia nesse carnaval e voltamos renovados.
    Boas dicas.

  9. rui batista disse:

    Isso é que é um Carnaval de arromba: máscaras criativas, gastronomia fantástica e um destino que parece bem encantador. Então o pôr-do-sol… E nem faltou o detalhe do reboque e barco à deriva lol

  10. Leo Vidal disse:

    Aproveitar para tomar um banho com aquele por do sol incrível deve ter sido uma experiência inesquecível. Adorei conhecer esse local, ainda não tinha ouvido falar.

  11. Thais disse:

    O post ficou muito legal! Ótimas dicas!
    Que bom que aproveitaram ao máximo mesmo com a chuva. :D
    Achei super interessante, pois moro em Paranaguá e nunca visitei essa ilha.
    As vezes moramos tão perto de lugares lindos e perdemos tempo e oportunidades de experiências incríveis por não estar aproveitando esse pedaço de Paraíso.
    Amei as dicas, assim que tiver um tempinho com certeza tentarei dar uma passadinha por lá.

    • Itamar Japa disse:

      Que bom que gostou Thais!
      Pois é, nós também moramos pertinho (Curitiba) e ainda não conhecíamos. As vezes a gente dá bobeira né! Mas vai logo! O lugar é muito legal, a gente adorou! ;)

  12. Mas que viagem maravilhosa para se fazer, hein, ainda mais num feriadão longo como o Carnaval. Muito boa dica, adorei, Itamar.

  13. caaaara como assim, eu nunca tinha ouvido falar dessa ilha! sempre falam da ilha do mel mimimipopo achei demais e adoraria ver os botos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>