Saiba como economizar dinheiro pra próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!!!

Conheça a Catedral de São Basílio, um dos maiores cartões postais da Rússia e uma das igrejas mais bonitas do mundo. Mais »

Conheça o Parque Nacional Morrocoy, na Venezuela.

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

 

México – Conhecendo Mitla, o lugar dos mortos.

Mitla-capa

Você já pensou em visitar um sitio arqueológico chamado de “o lugar dos mortos”? Em Oaxaca, nós visitamos este lugar! Mitla, o lugar dos mortos, é uma das zonas arqueológicos mais belos do México. Conheça:

Acompanhe o DMEC no Instagram: @demochilaecaneca
No México nós usamos a hastag #dmecnomexico

Mitla, o lugar dos Mortos 

Localizada a cerca de 40 km da cidade de Oaxaca de Juarez, a pequena San Pablo Villa de Mitla, abriga uma das mais belas zonas arqueológicas do México. Trata-se de Mitla, o lugar dos Mortos, um dos sítios arqueológicos mais importantes da região e um dos lugares mais enigmáticos do México.

Mitla-20

Mitla, o lugar dos Mortos.

Mitla sempre foi um destacado centro urbano de povos pré-hispânicos, porém o local só veio a se tornar um importante centro de poder, quando os Zapotecas começaram a abandonar sua antiga capital, o Monte Albán (em breve post), buscando novas moradas.

Foi entre os ano de 950 a 1521 que Mitla teve seu apogeu alcançando o triunfo sobre os demais centros urbanos que disputavam o poder da região.

Mitla-25

Ruínas de Mitla.

A região de Mitla possui uma curiosidade única no México, pois os Zapotecas, que eram os habitantes da região, formaram uma aliança com os Mixtecas, diferenciando-se de todas as demais regiões mexicanas. Na maioria das vezes povos distintos guerreavam entre eles. A aliança deu origem ao Povo Mixteco-Zapoteca.

Mitla foi habitada por diferentes povos, como Zapotecas, Mixtecas e Mexicas (Aztecas). Ambos utilizaram parte do complexo como túmulos, onde eram sepultados os mais importantes personagens da época.

Mitla-19

Em Zapoteca, o local era chamado de Lyobaa  que significa “Lugar de descanso”. Já os Mixtecas chamavam o localde Ñuu Ndiyi, “lugar dos mortos”. O mesmo nome foi dado pelos Mexicas, que nomearam o local como Mictlan – “lugar dos mortos”. Daí a origem do nome Mitla. Segundo diz a lenda, quando os espanhóis perguntaram aos Mexicas como se chamava o local, os Mexicas afirmaram que era Mictlan em referência a grande quantidade de mortos, em um provável combate entre eles e os Mixteco-Zapotecas.

Já os espanhóis não conseguiam pronunciar o Mictlan e o local ficou batizado de Mitla mesmo. Assim como em outros locais onde os espanhóis chegaram, Mitla foi saqueada e destruído posteriormente. Os espanhóis construíram grandes templos e tentaram passar uma borracha na cultura local, impondo suas culturas. Mas isso não é culpa dos espanhóis, infelizmente o ser humano é assim e sempre foi assim! Ainda hoje vemos países poderosos invadindo e saqueando povos e países mais fracos.  Os próprios povos pré-hispânicos do México viviam guerreando entre si em batalhas pelo poder…

A Morte

A cultura mexicana, originaria de povos pré-hispânicos, trata a morte como algo normal, sendo o ato mais importante depois do nascimento. Para estes descendentes dos povos originários, a morte faz parte do ciclo natural dos seres e após a morte chega-se a vida eterna. Por este motivo Mitla tem tanta importância na cultura mexicana.

A arquitetura de Mitla reflete a importância dedicada a morte e segundo estudos os antigos povos acreditavam que Mitla era o elo entre nosso mundo com o mundo dos mortos. Os antigos povos acreditavam que o local era o recinto  habitado por Mictlantecuhtli (o senhor do reino dos mortos) e Mictlantecihuatl (senhora da morte).

Pra quem se amarra na mitologia mexicana, este vídeo abaixo conta um pouco da complexa história de Mitla e sua importância. Além disso, mostra um pouco mais de Mitla.

 Visitando a Zona Arqueológica de Mitla 

Logo após o portão que dá acesso as ruínas, uma placa com as inscrições: “Mitla – Lugar de Muertos o Inframundo” dá as boas vindas aos visitantes. Após a placa, a primeira coisa que avistamos é uma grande igreja com cúpulas avermelhadas. Esta é a igreja de San Pablo Apóstol e foi construída pelos invasores espanhóis sobre um antigo templo religioso, para mostrar supremacia. Assim como em outras partes da América Latina, a igreja foi construída com materiais dos templos pré-hispânicos.

Mitla - Igreja de San Pablo Apóstol - Mitla

Igreja de San Pablo Apóstol – Mitla

Logo avistamos as primeiras edificações e de imediato o que chama a atenção é a decoração no estilo “Greca” (não sei como se chama em português, mas acho que é algo tipo mosaico).

Mitla

As belíssimas edificações da Zona arqueológica de Mitla.

Este tipo de decoração é exclusiva de Mitla, não sendo encontrada em nenhuma outra ruína em todo México.

Mitla-8

Detalhes da decoração das edificações.

O sítio arqueológico é formado por vários conjuntos de construções, sendo cada um construído em uma época distinta. Cada conjunto está dividido em grupos, onde destacam-se o Grupo da Igreja e o Grupo das Colunas.

Mitla-17

Detalhes da decoração das edificações.

Mitla-30

MItla

O grupo mais importante e mais bem preservado é o grupo das colunas onde estão alguns dos principais edifícios administrativos e religiosos (originais) das ruínas.

Mitla-18

Mitla tomada pelos turistas.

É no setor das colunas que estão algumas das sepulturas de Mitla, destacando-se o interior do edifício D, onde encontramos sepulturas em um túnel com formato de cruz (lembrando que foi construído pelos povos originários, muito antes do contato com os espanhóis – cristãos). As cruzes estão presentes em outras edificações do complexo, inclusive em alguns desenhos que decoram os edifícios.

Mitla-3

Detalhes.

Também no grupo das colunas está o salão das colunas (razão do nome) onde gigantescas colunas decoram o meio do salão e segundo diz a lenda, se você abraçar uma coluna ela te mostra o quanto de vida ainda  te resta conforme o espaço que sobra entre as mãos, claro que quase ninguém vai lá abraçar as colunas! rsrs

Mitla-16

Zona das colunas. Vai querer abraçar?

A Zona Arqueológica de Mitla não é tão grande e impactante como outros sítios do México, porém destaca-se pela ornamentação única de seus edifícios e por toda mistica de ser conhecida pelos povos originários como um dos lugares com elos entre este mundo e o mundo dos mortos.

Mitla-12

Se liga na mensagem da camisa em pleno “local dos mortos”… “Your Life is here”

Mitla-29

Entradas de sepulturas.

Para chegar até alguns salões, ou até algumas sepulturas, as vezes é preciso passar por pequenos tuneis… Se você tem claustrofobia, vai ser uma aventura…

Mitla-24 Mitla-23

Dentro das sepulturas não podemos deixar de notar a decoração, tanto das paredes como dos tetos (restauração).

Mitla-13 Mitla-14

Em outros setores do complexo, as edificações já não estão tão conservadas.

Mitla-4

Mitla

Mitla-6

Mitla

Um fato triste é que parte das ruínas foram tomadas por residências de locais, que assim como os espanhóis, muitas vezes utilizaram material das ruínas para a construção de suas casas… Somente nos últimos anos o governo mexicano vem tentando proteger as ruínas e também conscientizar a população local sobre a importância histórica e econômica (já que atrai milhares de turistas) para a região.

Mitla-7

Casas entre as ruínas. 

Mas não se assuste, se você estudar a história de muitas ruínas existentes no mundo, tem alguma coisa sinistra por trás também! rsrsr

Claro que nós gostaríamos de ter explorado melhor cada cantinho de Mitla, mas como estávamos visitando o local naquela excursão que vai a vários locais na região de Oaxaca, a visita foi meio superficial… Tanto que nem entramos na igreja!

Mitla-33

De qualquer forma valeu bastante! Nós aproveitamos bem do passeio, embora seja mais rápido do que habitualmente fazemos quando estamos por conta própria.

Gostou do post – Salve no Pinterest – Aproveite pra nos seguir por lá. 

Mitla-Pinterest


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Utilize os nossos parceiros e ajude nosso blog:

- Encontre e reserve sua hospedagem em Oaxaca de Juarez, San Pablo Villa de Mitla, ou em qualquer lugar do mundo, através do Booking.com. Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

- Contrate seu seguro viagem através da nossa parceira Real Seguro, além de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a Real Seguro faz cotações com as melhores seguradoras do mercado!


Share

40 Respostas para México – Conhecendo Mitla, o lugar dos mortos.

  1. Marcelo Barbosa disse:

    o assunto me lembra aquele desenho chamado FESTA NO CÉU

  2. Leo Vidal disse:

    A cultura de ligação dos mexicanos com a morte é algo bem interessante. Não conheço o país e tenho muita vontade. Vou incluir esse sítio arqueológico no meu roteiro. Post bem completo e explicativo. Parabéns!

  3. Fábio Mendes disse:

    Estou simplesmente apaixonado por esse lugar. Nunca fui ao México, mas sempre penso em montar um roteiro e, desta vez, vou dar um jeito de conhecer Mitla. A história pré-hispânica da América Latina é incrível e precisamos conhecer mais. Abraços e parabéns pelo post!

  4. É muito interessante ver o significado que a morte tem para várias culturas espalhadas pelo mundo e realmente esta tem um destaque especial no México. Só fico com pena que as ruínas não estejam a ser preservadas pela população local.

  5. Maíra disse:

    Outro dia vi uma materia sobre Mitla, fiquei bem imoressionada. Como disse a marlene, imteressante ver a interpretação da morte em diversas culturas. Acho que esse tipo de experiência nos faz repensar muita coisa, inclusive a vida. Ótima dica e post!

  6. Que lugar incrível Itamar, a cada post seu do México vejo o tanto de coisa legal que você visitou, na próxima viagem quero fazer alguns desses passeios! Beijos

  7. Lid disse:

    México é um país riquíssimo, tenho muita vontade de conhecer! Acho muito interessante como eles lidam com a morte, é como todos nós deveríamos lidar, pois após o nascimento ela é a coisa mais certa que vai nos acontecer.

  8. Eu iria adorar conhecer este lugar!!! Acho muito interessante a forma como os mexicanos encaram a morte. Pena vocês não conseguirem explorar o local mais a fundo. Mesmo assim deve ter sido incrível! Ótimo post!

  9. Mayte disse:

    Que lugar sinistro rsrsrs, eu nunca tinha pensando em fazer algo assim não, mas me pareceu interessante e curioso. Mas acho que deixo pra lá essa brincadeira de abraçar as colunas rsrs melhor não arriscar.

  10. O México é de uma riqueza tão grande, né? Sempre descobrimos coisas maravilhosas! Achei as ornamentações incríveis! Deve ter sido uma experiência muito legal!

  11. eu fico impressionada com a quantidade de detalhes super bem feitinhos, um preciosismo! muito interessante como a morte é tratada em diferentes culturas!

  12. Itamar Japa disse:

    Muitos detalhes mesmo Angela. São decorações lindíssimas.

  13. Ual. Muito interessante seu relato! A quantidade de detalhes é realemnte surpreendente! Um dia quero conhecer este lugar!

  14. Olá pessoal, adorei o post, e é bem interessante como o mexicano se relaciona com a morte, enquanto na maioria absoluta dos países, o assunto é quase um tabu, lá eles encaram com a maior naturalidade. Parabéns pelo post, muito bom!!

  15. Debora disse:

    Mais um lugar para por na minha listinha de lugares para conhecer no México. É realmente incrível o jeito que eles encaram a morte. Adorei o post.

  16. Que construções lindas!!! Deve ser um passeio muito interessante. Adorei!!!

  17. Eu sou a LOUCA DAS RUÍNAS – conheço quase todas as ‘básicas’ no Peru (já devo ter chegado numas 30, rs) e meu sonho é ir pro México! Tá guardadinho o post pra quando eu for :)

  18. Renata disse:

    Achei muito lindas as ruínas! Muito detalhe nessa arquitetura! O melhor foi a camiseta escolhida! Hehehe

  19. NOSSA! Seu post caiu como uma luva. Estou em Chiapas, saí de Palenque e estou em Play del Carmen. Minha piração são as civilizações antigas e com certeza irei em Milta. \o/
    Você chegou a ver as pinturas em Bonampak?

  20. Que lugar lindo! Amei os detalhes na arquitetura das construções. Legal o post.

  21. Que pena que algumas partes já não estão muito bem preservadas… É uma pena. Ver locais com muita história é mesmo muito interessante. Ainda não fui ao México mas este parece ser um sitio bem interessante!

Deixe uma resposta para Renata Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>