Saiba como economizar dinheiro pra próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!!!

Conheça a Catedral de São Basílio, um dos maiores cartões postais da Rússia e uma das igrejas mais bonitas do mundo. Mais »

Conheça o Parque Nacional Morrocoy, na Venezuela.

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

 

O dia que participei de uma marcha de 100 mil pessoas em Bogotá.

Marcha-Patriotica

Quem já passou pela situação de estar visitando uma cidade e ser surpreendido por uma caminhada/protesto de milhares de pessoas!?Aconteceu comigo quando visitei Bogotá! Bem no dia programado pra visitar o centro histórico, aconteceu uma marcha de 100 mil pessoas na cidade. Confira como foi está experiência:


Acompanhe o DMEC no Instagram: @demochilaecaneca
Na Colômbia nós usamos a hastag #dmecnacolombia


O dia em que participei de uma marcha de 100 mil pessoas em Bogotá.

Quando visitei Bogotá pela primeira vez, estava sozinho e fiquei hospedado através do Couch Surfing. No primeiro dia na cidade, deixei a casa onde estava e parti para fazer o roteiro programado. Fui conhecer o Cerro Monserrate no e logo depois pretendia conhecer um pouco do centro histórico de Bogotá.

Parti cedo com destino ao Cerro Monserrate e já no caminho percebi a presença de muitos policiais, muitos mesmo! Pensei comigo, “nossa que cidade cheia de policia!”. Nem imaginava o que aconteceria.

Fui até o Cerro Monserrate, visitei o local (clique aqui e saiba como foi a visita) e quando desci tentei pegamarcha-600x330r um táxi até o centro histórico. Para minha surpresa, nenhum taxista quis me levar, pois diziam ter uma marcha acontecendo e não dava pra ir! Pois bem, resolvi ir a pé e conferir a tal marcha!!!

No caminho, (Calle 22 Nº 1 Este 94) vi uma bandeira da Argentina em uma pequena lanchonete, com a frase “Promoción de asado argentino“. Como era quase 11h da manhã e a frase foi muito convidativa, resolvi comer! Conversando com o argentino e vendo TV, descobri que a marcha era muito maior do que eu estava imaginando (cerca de 100 mil pessoas) e aconselhado por ele, resolvi não encarar. O argentino me disse que caso a policia me abordasse no meio da marcha, sendo eu estrangeiro, seria suspeito e teria que dar muitas explicações (fato que aconteceu com ele). Também poderiam acontecer conflitos, com violentas repressões policiais, que são bem frequentes na Colômbia.

Decidi por em prática um plano B e com ajuda do argentino, que me passou as novas coordenadas, resolvi antecipar a visita para a cidade de Zipaquirá e fui ver a tal Catedral de Sal.


LEIA TAMBÉM:

- O QUE FAZER EM CARTAGENA DE INDIAS – GUIA COMPLETO
COMO É FAZER O PASSEIO ATÉ AS ISLAS DEL ROSARIO E ISLA BARU


Desci até a estação do Transmilenio que me levaria até a estação Pontal Del Norte, (de onde partem os ônibus para Zipaquirá)  e descobri que estava fechada pela marcha. Me informaram que a estação a 3 quadras dali estava aberta e que de lá eu poderia ir para outro sentido e poderia fazer conexão por outro lado, sei lá onde, – fui até lá e também estava fechada.

Nesta altura do campeonato, eu já estava andando junto do pessoal que tava indo pra marcha e já tava pensando que o jeito seria participar da passeata, rs…

Perguntando, me disseram que a umas 12 quadras pra baixo, (não me perguntem pra qual lado da cidade, já que nem sabia mais onde estava) tinha uma estação que estava funcionando. Lá fui eu. Atravessei o centro Bogotá e no caminho, cruzei com a Marcha em uma Avenida gigantesca. Jamais imaginaria que um dia estaria integrando uma marcha social em plena Bogotá.

Marcha patriótica

Bogotá. Foto: Divulgação.

Pois bem fiquei junto a marcha por alguns minutos e comecei a fotografar e filmar. Para minha surpresa, de imediato venho uma garota e disse que eu não podia filmar. Perguntei porque e ela me disse que como tem muita gente que luta contra os paramilitares e etc, poderiam ser identificados na filmagem e sofrer represálias. Compreendi perfeitamente, pois os colombianos com que falei sobre o assunto me disseram que os paramilitares são o maior problema da Colômbia, mais que a própria guerrilha, conforme a mídia empurra goela abaixo.

Curti um pouco da marcha, caminhei algumas quadras e voltei a procurar a tal estação. Pelo caminho fui pensando na experiência que foi bem interessante, diferente e vibrante. Mesmo sem querer e meio que por acaso, caminhei em meio a milhares de pessoas pela causa social na Colômbia! Tão interessante que resolvia até escrever este post!

Depois desta experiência fui procurar o tal ponto de ônibus. Lá chegando existia uma fila imensa e ninguém sabia ao certo se tinha ônibus ou não. Nem  mesmo os funcionários do Transmilenio. Resolvi arriscar entrei no “tubo” – copia do sistema de transporte de Curitiba (que em Bogotá é quadrado) e esperei. Por sorte, em 5 minutos passou o primeiro ônibus com destino ao tal do Pontal del Norte, consegui me enfiar nele e ir espremido até a estação. Chegando lá, peguei o ônibus metropolitano e em aproximadamente 1 h cheguei a cidade de Zipaquirá pra visitar a impressionante  Catedral de Sal.

No outro dia, quando fui visitar o centro histórico de Bogotá, pude observar as marcas deixadas pela Marcha! Como cheguei bem cedo pude ver os funcionários da prefeitura tirando a camisa de protesto contra o governo da Colômbia deixada na estátua de Simom Bolivar.

Marcha Patriotica-2

Eu poderia nem ter escrito este post, mas resolvi contar pra vocês a experiência, pois foi realmente muito interessante! Além disso serve de alerta, pois é sempre bom ficar atento aos acontecimentos nas cidades! Neste caso encontrei esta marcha patriótica realizada por movimentos sociais da Colômbia, uma marcha totalmente pacifica, mas vai que você está passeando pelos EUA, ou Europa e dá de cara com os Neonazista, ou coisas do tipo (sim é possível, estamos vivendo um período meio estranho), você brasileiro LATINO, talvez não seja muito bem vindo. Por sorte a marcha que encontrei era de boa!  E foi uma ótima experiência!


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Utilize os nossos parceiros e ajude nosso blog:

- Encontre e reserve sua hospedagem em Cartagena de Indias, ou em qualquer lugar do mundo, através do Booking.com. Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

- Contrate seu seguro viagem através da nossa parceira Real Seguro, além de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a Real Seguro faz cotações com as melhores seguradoras do mercado!


Share

12 Respostas para O dia que participei de uma marcha de 100 mil pessoas em Bogotá.

  1. Luis Felipe disse:

    Relato vibrante da tua participação nessa marcha. Apesar dos riscos acho bacana essa busca pela compreensão da vida mos locais que visitamos. Parabéns!

  2. Muito bom o teu relato! Nossa, imagina estar ali, no meio dos acontecimentos. Participando da história enquanto ela acontece. Achei muito legal! Claro que tomando os devidos cuidados, apesar de ter sido tudo pacífico. E muito bom o alerta também, afinal, vivemos dias meio nebulosos né? É bom estar atento a tudo que rola. Um beijo

  3. Você bem que tentou se livrar mas a marcha foi até você hahahaha, foi uma aventura e tanto da marcha até sua ida a Zipaquirá, mas com certeza valeu a experiência, ainda bem que não houve conflitos e nada aconteceu, mas fica mesmo de alerta pra ficamos de olhos nos movimento das cidades que visitamos.

    • Itamar Japa disse:

      Hahaha! Verdade Deisy, estava no meu caminho, literalmente. Não teve como escapar dela. Sem dúvidas temos que ficar atentos a movimentações na cidade, tanto pode atrasar o trânsito, acontecer violência, ou simplesmente frustrar alguma visita. ;) Um abraço!

  4. Nossa que tenso! Por mais que planejamos tudo na viagem sempre é possivel ser surpreendido por algo assim.
    Em Cusco passei por um protesto de professores, mas não era algo tão grande como esse.

  5. Taís disse:

    Que interessante.. é algo que a gente não leva muito em consideração, mas é super possivel ta indo visitar uma cidade e acabar sendo o dia de alguma manifestação. Que bom que essa que aconteceu em Bogotá foi pacifica e você conseguiu ter essa experiencia :)

  6. Caramba! Que experiencia! Adorei ler ser relato e me envolver com seu roteiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>