Saiba como economizar dinheiro pra próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!!!

Conheça a Catedral de São Basílio, um dos maiores cartões postais da Rússia e uma das igrejas mais bonitas do mundo. Mais »

Conheça o Parque Nacional Morrocoy, na Venezuela.

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

 

Roteiro no PETAR: 4 dias muito bem aproveitados.

Roteiro-PETAR

Imagine um lugar que fica em uma das maiores reservas de Mata Atlântica do mundo? Agora imagine que este lugar possui centenas de cavernas, cachoeiras, montanhas, rios, trilhas e uma beleza natural daquelas que deixam qualquer adorador da natureza com o sorriso nas orelhas!? Estamos falando do PETAR, em São Paulo! Quer saber mais? Confira como foi nossa experiência e nosso Roteiro no PETAR.


 Acompanhe o DMEC nas redes sociais: Instagram | Facebook | Twitter | Pinterest
No PETAR nós usamos a hastag #dmecnoPETAR


PETAR – Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira. 

O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira – PETAR é uma das maiores e mais importantes unidades de conservação do Brasil. Está localizado no extremo sul do estado de São Paulo, próximo a divisa com o Paraná, em uma área de Mata Atlântica preservada e considerada como Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO. Criado em 1958, o PETAR é um dos parques mais antigos do estado de São Paulo e tem a função de proteger esta rica região de mata atlântica e toda a sua exuberância.

Roteiro no Petar-Cavernas

PETAR e a beleza de suas cavernas…

Segundo o site oficial do governo de São Paulo, o PETAR integra um Mosaico de Unidades de conservação do qual fazem parte outras unidades, como o Parque Estadual Intervales, o Parque Estadual Carlos Botelho, o Parque Estadual Nascentes do Rio Paranapanema, a Estação Ecológica Xitué e Áreas de Proteção da Serra do Mar.

De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), o PETAR protege um dos cinco ecossistemas mais importantes do mundo.

Roteiro no Petar-Mata Atlântica

PETAR

Com cerca de 36 mil hectares, o PETAR abrange os municípios de Iporanga e Apiaí, sendo que aproximadamente 75% do Parque ficam nos territórios pertencentes ao município de Iporanga.

No que se refere ao turismo, o PETAR é um destino fabuloso para aventureiros e admiradores do EcoTurismo. O parque conta com inúmeras atrações, com destaque para as cavernas. O PETAR conta com mais de 350 cavernas catalogadas, sendo o maior número em uma única área na América Latina.

O PETAR se tornou atrativo turístico à partir de década de 80 e desde então o turismo é uma das principais atividades econômicas da região.

Até 2008, muitas pessoas utilizavam carbureteiras para iluminar o interior das cavernas. Este tipo de iluminação liberava resíduos que interferiram no ambiente escurecendo as formações. Lamentávelmente ainda hoje podemos observar as marcas deixadas pelo passado. Além disso, muitas pessoas não respeitavam o meio ambiente, vandalizando o local, quebrando formações e levando pedaços de rochas como recordação! Devido a estes problemas e também pela falta de um plano de manejo, o parque chegou a ser fechado para visitações. Quando foi reaberto, as carbureteiras foram proibidas (salvo em casos emergenciais, por exemplo resgates), a visitação passou a ter a obrigatoriedade de acompanhamento de guia, pagamento de entrada, controle de acesso, controle de horário para entrada dos grupos, além de outras medidas de segurança.

Roteiro no Petar-Caverna

Voando na caverna…

Das centenas de cavernas existentes no PETAR, apenas 12 são liberadas para a visitação, ainda assim, algumas delas são visitadas parcialmente, já que não é permitido visitá-las por completo por questões de segurança e proteção ambiental. De qualquer forma, todas as cavernas que visitamos possuem características distintas e não podemos dizer que não gostamos de qualquer uma que seja.

Roteiro no Petar-Cavernas do PETAR

Cavernas do PETAR.

Além de cavernas, o PETAR também tem diversas outras opções como trilhas, cachoeiras, rios etc. Nosso guia Pedro ainda nos contou que muito em breve possivelmente serão abertas para visitação novas cavernas…

Roteiro no Petar-Trilhas

Trilhando o PETAR.

Atualmente, o PETAR está dividido em 4 núcleos de visitação: Santana, Ouro Grosso, Casa de Pedra e Caboclos. 

Roteiro no PETAR – 4 dias de Aventuras

Quando estávamos escolhendo um destino pra visitar neste último feriado de 7 de setembro, surgiram várias opções de destinos propostos por nosso grupo de amigos. Dentre as opções, pensamos em voltar pra Chapada dos Veadeiros, voltar para os Cânions de Cambará do Sul/Praia Grande, pensamos em explorar a região dos Campos Gerais, pensamos no Superaguí, mas decidimos pela proposta de nossa amiga Kess, que sugeriu a visita ao PETAR.

Roteiro no Petar-Expedição

Galera da Expedição ao PETAR .

Já tínhamos ouvido falar sobre o PETAR, mas sinceramente, a ideia que fazíamos do local não condiz com a realidade e felizmente o PETAR nos surpreendeu e a escolha não poderia ter sido melhor!

Roteiro no Petar-Beleza

A Beleza das cavernas do PETAR.

Nossa viagem foi perfeita com todos os passeios se desenvolvendo da melhor maneira possível. Claro, devemos agradecer o sucesso da expedição pela organização e preparação de nosso Roteiro no PETAR por nosso amigo Pedro Ernesto, da Primatas Aventuras.

Roteiro no Petar-Guia do PETAR

O guia Pedro Ernesto fotografando a caverna.

Aliás, vale ressaltar que a escolha de um bom guia no PETAR é fundamental! Já ouvi alguns relatos de pessoas que não gostaram do passeio por lá e isto pode estar ligado diretamente com a maneira com o guia se portou. É bom mencionar que muitos guias fazem o passeio correndo, não explicam as curiosidades dos locais, não fazem questão de mostrar detalhes… entre outras coisas.

O guia que nos acompanhou é muito bem preparado e muito atencioso. Montou um roteiro super produtivo que evitou o encontro com outros grupos em pontos de interesses e nos proporcionou um melhor aproveitamento das cavernas. Além disso, o Pedro Ernesto demostra um grande conhecimento sobre a região, contando muitas curiosidades sobre as cavernas, formações, trilhas, fauna e flora e outras coisas mais.

Roteiro no Petar-Trilhas do PETAR

Trilhando o PETAR

O guia ainda nos fez percorrer alguns trechos mais “radicais” como passagens por fendas, passagens por dentro de rios no interior das cavernas além de nos proporcionar algumas surpresas interessantes, enquanto outros grupos passavam pela parte “tranquilinha” dos trajetos… Claro, antes de nos guiar ele perguntou “querem ir com emoção ou sem emoção?” – Com emoção! Sempre!!!

Roteiro no Petar-Guia no PETAR

Guia Pedro Ernesto explicando sobre nosso Roteiro no PETAR.

Podemos até citar um momento da trilha, quando um grupo guiado por outra guia atravessou uma área evitada e desviada por todos os demais guias, pois era uma área onde momentaneamente existia um enxame de abelhas. Enquanto nosso guia nos explicava curiosidades sobre a mata (neste momento em especifico relatava as propriedades e características do pau d’alho), a guia apressada e colocando a integridade de seu grupo, atravessou a região supostamente cheia de abelhas pra tentar passar à nossa frente. Mesmo atravessando a área de risco e sem dar explicações ao seu grupo, não obteve sucesso e continuou atrás! hehe!

Roteiro no Petar-18

Nosso grupo junto a outro grupo (outro guia), desviando das abelhas (ao contrário da guia que colocou seu grupo em risco).

Por isso reiteramos e recomendamos que se você for visitar o PETAR, faça a escolha de um bom guia, pois o sucesso de seu passeio estará diretamente relacionado a esta escolha. Com absoluta certeza, recomendamos o Pedro e o pessoal da Primatas.


LEIA TAMBÉM:

- ROTEIRO NO PETAR – NÚCLEO DO SANTANA
- ROTA DAS CACHOEIRAS DE CORUPÁ – SC


Nosso Roteiro no PETAR

Nosso Roteiro no PETAR, foi montado pelo Pedro Ernesto e dividiu as atividades de maneira a evitar encontros com grupos maiores, além de intercalar atividades que exigiam maior preparo físico.

Roteiro no Petar- Caverna Santana

Roteiro no PETAR: Caverna Santana, fácil acesso e muita beleza!

Roteiro no PETAR: No 1º dia visitamos o Núcleo do Santana e conhecemos a belíssima Caverna do Santana, a Caverna Morro Preto e a Caverna do Couto e Cachoeira do Couto.

Roteiro no PETAR: No 2º dia também visitamos o Núcleo Santana e conhecemos a Caverna da Água suja, além das Cachoeiras Andorinha e Beija Flor.

Roteiro no Petar-Cachoeira Beija Flor

Cachoeira Beija Flor.

Roteiro no PETAR: Nosso 3º dia teve a trilha mais pesada no Núcleo Cabocolos, onde visitamos as Cavernas Teminina I e II. Ainda sobrou um tempinho pra conhecer um pouquinho da cidade de Apiaí.

Roteiro no PETAR: Nosso 4º dia foi o mais leve nem por isso menos interessante. Visitamos o Núcleo Ouro Grosso onde fizemos a Trilha da Figueira (enquanto esperávamos nossa vez) e posteriormente visitamos a Caverna do Ouro Grosso e a Caverna Alambari de Baixo.

Roteiro no Petar- Núcleo Caboclos  - Jardins Suspensos.

Roteiro no PETAR: Núcleo Caboclos – Jardins Suspensos.

Faremos posts detalhados de cada situação, fique ligado!

Onde ficar no PETAR

Nós ficamos hospedados na cidade de Iporanga, onde estão a maioria das pousadas e demais opções de hospedagens. Iporanga tem opções para todos os gostos e bolsos e nós escolhemos um Camping indicado por nosso guia Pedro Ernesto, o Camping Moria. A indicação foi excelente pois o ambiente do Camping é extremamente familiar e o lugar possui uma infraestrutura bem boa. Nós ficamos nos únicos 2 chalés do Camping e gostamos bastante de nossa hospedagem, principalmente pela cordialidade dos donos do Camping.

Roteiro no Petar-Onde ficar no PETAR

Camping Moria – Onde ficamos no PETAR.

Se você está pensando em ir para o PETAR poderá acampar, ou ficar nos chalés do Camping Moria, ou se preferir poderá encontrar outras opções no Booking.com, lembre-se que reservando através dos links aqui do blog, você estará nos ajudando a manter o DMEC.

Em breve faremos um post mais detalhado sobre o Camping Moria. Fique ligado…

Onde comer no PETAR

A maioria das pousadas servem café da manhã, almoço e jantar (e algumas disponibilizam até um kit trilha). No caso do Camping Moria, onde nos hospedamos, o Café da manhã já estava incluso na diária e o jantar tinha um custo de R$15,00 por pessoa (PF). O camping Moria também serve porções e lanches…

Em Iporanga no bairro Serra (onde ficam a maioria das opções de hospedagem), além do Camping Moria, o Restaurante do Abílio serve uma deliciosa comida caseira, por apenas R$15,00 por pessoa, livre.

Roteiro no Petar-onde comer no PETAR

Restaurante do Abílio – Buffet de comida caseira. ;)

Em Iporanga também existe uma pastelaria excelente com um pastel delicioso. Bem ao lado da pastelaria existe um quiosque de caldo de cana. Pastel e Caldo de Cana com preços justos são uma combinação perfeita né! Por este motivo o local torna-se uma espécie de point pra galera que chega das trilhas.

Já no Centro de Iporanga existe o Restaurante Casarão e em Apiaí o restaurante Tuk, ambos com boas recomendações, embora não tenhamos comido em nenhum deles.

Porque contratar um guia no PETAR? 

Pergunta fácil de responder: É obrigatório ter um guia para acessar o PETAR. Além disso, em feriados e na alta temporada você pode correr o risco de não conseguir guias em cima da hora, ou seja, não vai poder visitar as cavernas.

Roteiro no Petar-Cavernas do PETAR

Galera dos 2 grupos da Primatas Aventuras.

No nosso camping teve gente que chegou sem planejamento e não conseguiu fazer alguns dos passeios pois não conseguiu guia na hora e também não conseguiu “encaixe” em nenhum grupo.

Além disso, como já foi mencionado, a escolha de um bom guia irá fazer toda a diferença em seu roteiro no PETAR. O Pedro Ernesto é nossa indicação e tenho certeza que você não irá se arrepender. Acesse o site do PRIMATAS AVENTURAS e tenha uma esPETARcular passagem pela região…

Como chegar ao PETAR 

De Carro: 

O PETAR está localizado a cerca de 200 km de Curitiba e aproximadamente 330 km da cidade de São Paulo.

Partindo de Curitiba é possível chegar até Iporanga, a base principal do PETAR, através da BR-116 (Régis Bitencourt) ou pela estrada da Ribeira.

Pela Regis Bittencourt, a primeira opção, um pouco mais longa, mas praticamente toda em asfalto: é ir até Jacupiranga (após a cidade de Cajati) e lá seguir para a cidade de Eldorado (mesmo caminho que dá acesso a famosa Caverna do Diabo), de lá basta seguir até Iporanga.

Ainda pela Regis Bittencourt, uma segunda opção corta um bom trecho e diminuiu muitos quilômetros, mas vale ressaltar que são cerca de 70 km em estrada de terra. Nós fizemos este trecho (porque seguimos o GPS), mas levamos sorte pois nesta época seca a passagem ainda é de boa. Segundo nosso guia Pedro, durante a época de chuvas esta estrada fica muito ruim e só pode ser percorrida com veículos 4×4.

Já pela Estrada da Ribeira (BR-476), são cerca de 200 km e é preciso sair de Curitiba por Bocaiuva do Sul, passando por Tunas do Paraná, Adrianópolis, Ribeira, Apiaí e logo Iporanga.

Partindo de São Paulo também é possível chegar a Iporanga pelo mesmo acesso que de quem vem de Curitiba, ou seja: pela BR-116 é preciso ir até Jacupiranga (após a cidade de Cajati) e lá seguir para a cidade de Eldorado (mesmo caminho que dá acesso a famosa Caverna do Diabo), de lá basta seguir até Iporanga.

Outra opção pra quem vem de São Paulo é a BR-272 e 273, seguindo por Sorocaba, passando por Gramadinho, CapãoBonito, Guapíara, Apiaí e logo Iporanga.

De ônibus: 

De Curitiba a Viação Graciosa vai até Apiaí. Consulte valores e horários através do site: http://www.viacaograciosa.com.br, ou dos telefones: (41) 3223-0873 e 3320-3092

De São Paulo a Viação Transpen também vai até Apiaí, para consultar valores e horários acesse o site: http://www.transpen.com.br ou pelo telefone: 0800 880 2006

Quando visitar o PETAR 

A melhor época para visitar o PETAR é entre os meses de abril e novembro, nesta época chove menos e além da probabilidade das cavernas estarem sempre abertas (principalmente as que têm rios em seus interiores) as estradas que dão acesso aos Núcleos estão em melhores condições. Por outro lado as cachoeiras estarão com menos vazão e as cavernas onde passamos na água estarão mais baixas…

Já no período chuvoso, as cachoeiras terão maior vazão, por outro lado as estradas estarão com mais lama e as cavernas que tem rios poderão ser fechadas.

Dicas e orientações para visitar o PETAR:

Roteiro no Petar-Cavernas do PETAR

Cavernas do PETAR

- Contrate um bom guia, pois esta escolha influenciará diretamente no sucesso, segurança e aproveitamento do seupasseio.

- Além do guia, é preciso pagar R$14,00 por pessoa para entrar no Parque, no caso, como fazemos todas as atividades em um único núcleo, são R$14,00 por dia, por pessoa.

- Para visitar o PETAR é obrigatório o uso de roupa adequada: Calça comprida (ou leg); Calçado fechado (de preferencia bota para trilhas); camiseta ou manga comprida.

- Lanternas extras são bem interessantes, pois apesar de o capacete cedido pelos guias (verifique se seu guia vai ceder o equipamento) ter uma lanterna, uma segunda lanterna pode ajudar bastante.

- Sacos de estanque são extremamente recomendados para proteger câmeras fotográficas, celulares, dinheiro, e outros pertences.

- Não é permitido visitar os núcleos com chinelos, bermuda, regata ou regatinha.

- Não esqueça protetor solar, repelente, lanche, água etc.

- Em boa parte do PETAR não existe sinal de celular então avise os seus que você poderá ficar incomunicável. Aproveite pra se desconectar…

- Fique ligado aqui no DMEC em breve mais posts sobre nossa passagem para o PETAR e logo logo a gente retorna pra conhecer um pouco mais…


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Utilize os nossos parceiros e ajude nosso blog:

- Encontre e reserve sua hospedagem para o PETAR, em Iporanga, Apiaí, ou em qualquer parte do mundo através do Booking.com. Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

- Contrate seu seguro viagem através da nossa parceira Real Seguro, além de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a Real Seguro faz cotações com as melhores seguradoras do mercado!


Share

23 Respostas para Roteiro no PETAR: 4 dias muito bem aproveitados.

  1. Adorei o post!! :) É um lugar que sempre esteva na wishlist mas nunca saiu do papel! =/

    Vou ver se me inspiro aqui com o roteiro de vocês pra aproveitar a próxima ida ao Brasil!

    E uma pergunta… 4 dias é o ideal? Ou se eu tiver mais dias tem mais coisas pra fazer?

    Beijooo e obrigada pelas infos ;)

    • Itamar Japa disse:

      Olá Camila! Vai curtir, tenho certeza! Olha, em 4 dias dá pra conhecer os principais atrativos, mas ainda sobraram várias outras coisas que a gente ainda não viu… De qualquer forma, em 4 dias dá pra conhecer bastante coisa sim.

  2. Ai quero MOOOOOITO conhecer! Desde pequena ouvi falar do PETAR e nunca consegui ir! Adorei as dicas!

  3. Ruthia disse:

    Que triste os humanos estragarem um património destes, que deveria poder ser apreciado por todos (incluindo gerações futuras). Felizmente hoje há controle. O lugar parece mágico, entrou para a minha longa lista de desejos.
    Abraço desde Portugal

  4. Este post está matador, o parque PETAR é incrível, amo este lugar e consegui viajar junto pelas fotos incríveis. Acompanho tudo nas redes socais também, sou fã do De Mochila e Caneca!

  5. Thiago disse:

    Sonho conhecer o PETAR! Que lugar incrível. Adorei seu relato, vou salvar aqui para quando organizar meu roteiro. Belas imagens também.

  6. Edson disse:

    Lindas imagens, adorei pois deu uma saudade grande, neste caso não resta muito o que fazer então, o negócio é pegar mochila e #partiurumoaopetar!!!

  7. cris disse:

    Eita roteirinho que estou paquerando há tempo! Adorei as dicas sobretudo quanto ao período da viagem! Quero aproveitar tudinhooooo! Adorei o post!

  8. Lindo esse roteiro por PETAR. Que fotos fabulosas! Eu já entrei na maior gruta de Portugal e fiquei abismado com a beleza destas formações naturais. Pena eu não ter equipamento para fazer fotos de outro mundo heheh!

  9. Que lugar incrível e eu não conhecia. A caverna da primeira foto mesmo, nossa, que linda! Adorei conhecer o PETAR por aqui e deu muita vontade de ir conhecer in loco.

  10. petar entrou pra minha lista de coisas pra visitar no br hein! e que guia maluca, passar por região de abelhas, imagina se alguém é alérgico!!! isso q dá se meter no meio e não conhecer direito, meus amigos fizeram uma trilha no meio do mato e passaram por um viaduto com trilhos do trem e na metade do caminho tinha vespas!! imagina correndo q nem louco e com perigo de pisar fora do dormente e o pe ficar preso e cair o.O

    • Itamar Japa disse:

      Kkkk, pior que imagino que ela conhecia a região, pois era guia habilitada do parque. Enquanto o nosso guia falou um dia antes sobre as abelhas e inclusive pediu pra ninguém passar perfume, a mulher se enfiou bem no local das abelhas, baita irresponsável, isso sim, haha! Por sorte não deu nada. ;)

  11. Roberta Lan disse:

    Eu morava em São Paulo e queria muito ter visitado o Petar com o maridón, pq é o tipo de lugar q ele ia adorar. Infelizmente não deu tempo. E agora que eu vi o seu post, o arrependimento bateu mais forte ainda!

  12. Pastor disse:

    Eu tenho o prazer de ser um dos monitores aqui, ter conhecido vocês. Costumo dizer que nas fotos não se consegue ver a emoção e o prazer que nosso lugar traz aos nossos visitantes. Porém, sou obrigado a concordar que as imagens de fotos de vocês passam muito bem, grande parte do que se sente ao visitar este nosso mundo “esPETARcular”, como diz sempre o nosso companheiro Pedro Ernesto. SEJAM SEMPRE BEM-VINDOS.

    • Itamar Japa disse:

      Fala Pastor!!! Que bom que gostou, ainda assim nenhuma foto é capaz de demostrar o tamanho da beleza do PETAR. A gente pode ter uma ideia, mas dificilmente alguma coisa virtual irá se igualar a beleza “ao vivo” no PETAR … :) Valeu pela visita! Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>