Saiba como economizar dinheiro pra próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!!!

Conheça a Catedral de São Basílio, um dos maiores cartões postais da Rússia e uma das igrejas mais bonitas do mundo. Mais »

Conheça o Parque Nacional Morrocoy, na Venezuela.

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

 

Teotihuacan – A cidade dos Deuses e das pirâmides gigantes.

Teotihuacan  já foi considerada a maior cidade da Mesoamérica, com uma população estimada de mais de 125 mil pessoas. É um dos complexos arqueológicos mais importantes do México e atualmente, um dos destinos mais visitados. É um daqueles lugares que você não pode deixar de fora do roteiro, se for visitar a Cidade do México. Conheça Teotihuacan:


Acompanhe o DMEC nas redes sociais: Instagram | Facebook | Twitter | Pinterest
No México nós usamos a hastag #DMECnomexico


Teotihucan

A origem de Teotihuacan é duvidosa e não é possível definir com exatidão qual civilização iniciou sua construção e tampouco quando começaram a construir. Pesquisadores divergem em relação a data de fundação de Teotihuacan. Alguns afirmam que a cidade começou a ser construída antes da era cristã, enquanto outros dizem que a cidade teve inicio após o primeiro século.

Teotihuacan.

Teotihuacan.

Também não se sabe ao certo quando e de que forma Teotihuacan chegou ao fim, estima-se que a cidade tenha sido abandonada por volta do século XII. Como uma boa cidade pré-hispânica, é repleta de mistérios. Sua origem, desenvolvimento e fim são incógnitas.

Supõem-se que o complexo foi uma cidade multiétnica, sendo habitada por diversos povos distintos e que foi misteriosamente abandonada e destruída, supostamente por seus próprios habitantes.

Após o “desaparecimento” do Império dos Teotihuacanos, as ruínas da antiga cidade foram ocupadas, tempos depois, pela civilização Azteca. Os Aztecas consideravam o local sagrado e acreditavam que a construção tinha sido feita por gigantes. Boa parte dos estudos sobre a civilização Teotihuacan foram feitos pelos Aztecas.

Localizada a apenas 48 km da Cidade do MéxicoTeotihuacan, a cidade dos deuses (no idioma náhuatl), atrai milhares de turistas do mundo inteiro e é o sitio arqueológico mais visitado do México.

Teotihuacan foi declarado Patrimônio da Humanidade  pela UNESCO, em 1987.

Como explorar e o que ver em Teotihuacan

Pra quem chega pela entrada nº 1, o melhor roteiro a fazer dentro do complexo é percorrer toda a Calzada de los Muertos e ir conhecendo os atrativos, que ficam ao longo da avenida.

A Calzada de los Muertos é a avenida principal de Teotihuacan e percorre todo o complexo. Recebeu este nome dos Aztecas, que de maneira equivocada, acreditavam que as edificações existentes ao longo de seus 2 km, eram túmulos reais.

Sul da Calzada de los Muertos.

Sul da Calzada de los Muertos.

Norte da Calzada de los Muertos.

Norte da Calzada de los Muertos.

Logo de frente à entrada de nº 1, atravessado a Calzada de los Muertos, está La Ciudadela, um complexo espaço com 15 bases piramidais construídas de maneira simétrica.

La ciudadela, vista a partir da Pirâmide do Sol.

La ciudadela, vista a partir da Pirâmide do Sol.

A leste de La Ciudadela existem várias ruínas de edificações, onde possivelmente viveram sacerdotes e governantes da época. Também ao leste está uma das edificações mais importante de Teotihuacan, a Pirámide de la Serpiente Emplumada, ou simplesmente Templo de Quetzalcoatl, um dos mais bonitos palácios do complexo.

Templo de Quetzalcoatl

Templo de Quetzalcoatl.

O Templo de Quetzalcoatl é a terceira maior piramide do complexo e a mais suntuosa. Suas paredes são adornadas por representações de serpentes – Quetzalcoatl,  e também do Deus da chuva – Tlaloc.

Detalhes do Templo de Quetzalcoatl.

Detalhes do Templo de Quetzalcoatl.

Templo de Quetzalcoatl.

Templo de Quetzalcoatl.

Retornando para a Calzada de los Muertos, caminhamos até passar ao lado da maior piramide de Teotihuacan, a Pirámide del Sol (infos mais abaixo).

A Pirámide del Sol e o perro observador de pirâmides.

A Pirámide del Sol e o perro observador de pirâmides.

Pelo caminho existem diversas ruínas de templos, algumas piramides menores e vários outros atrativos.

Conjunto Plaza Oeste.

Conjunto Plaza Oeste.

Como existe uma crença popular que diz que a Pirámide de la Luna retira as energias negativas das pessoas e a Pirámide del Sol revigora as energias positivas. Preferimos subir primeiro a Pirámide de la Luna, que fica no final da Avenida dos Mortos, e depois retornar pra subir a Pirámide del Sol.

Vista a partir da Calzada de los Muertos.

Vista a partir da Calzada de los Muertos.

No caminho até a Pirámide de la Luna, não deixe de observar o Mural del Puma que fica meio escondido entre as escadarias de uma das edificações. É o único local que fica no lado direito da avenida coberto por  esternites. Parece até uma barraquinha de vendedores, mas não deixe de conferir.

Mural del Puma.

Mural del Puma.

Pouco antes de chegar a Plaza de la Luna, que fica de frente a Piramide de La Luna, estão os Palácios de Quetzalpapalotl, de Tepantitla, de los Jaguares e de los Caracoles Emplumados.

Não sei porque motivo, mas no dia em que estivemos lá, com exceção do Palácio de Quetzalpapalotl, os demais palácios estavam todos fechados pra visitas.

Palácio de Quetzalpapalotl.

Palácio de Quetzalpapalotl.

Saindo do Palácio de Quetzalpapalotl, chega-se à belíssima Plaza de la Luna  a praça que fica de frente à Pirámide de La Luna.

A praça é formada por 13 pirâmides, sendo que a Pirámide de La Luna é a maior delas e fica destacada entre as 12 pirâmides menores, que ficam simetricamente espalhadas à sua frente.

Detalhes das pirâmides na Plaza de la Luna.

Detalhes das pirâmides na Plaza de la Luna.

No centro da praça existe uma altar, onde historiadores acreditam ser onde eram realizadas as cerimonias religiosas.

Plaza de la Luna.

Plaza de la Luna.

Atravessando a praça, finalmente chega-se à impressionante Pirámide de la Luna, a mais bonita de Teotihuacan.


LEIA TAMBÉM:

TULA DE ALLENDE, A CIDADE DOS GUERREIROS TOLTECAS.
CONHEÇA AS CASCATAS PETRIFICADAS DE HIERVE EL AGUA.
MONTE ALBÁN – CAPITAL DA CIVILIZAÇÃO ZAPOTECA


A Pirámide de la Luna

Localizada no extremo norte da Avenida dos Mortos, a belíssima Pirámide de la Luna, se posiciona de maneira soberana e imponente frente as demais edificações.

A Pirámide de la Luna foi construída em 7 etapas e foi concluída no século III. Com 45.72 m de altura, aparenta ter a mesma altura da Pirámide del Sol (a maior do complexo), isso deve-se ao fato da construção ser feita na parte mais elevada de Teotihuacan.

Pirámide de la Luna

Pirámide de la Luna.

Subir a Pirámide de La Luna não é uma tarefa muito fácil, os degraus são altos e estreitos e como normalmente o calor é intenso, a ascensão torna-se bem cansativa. Mas não se preocupe, depois que chegar ao primeiro nível, você terá a vista mais bela de Teotihuacan.

Ali você vai poder sentar e descansar observando o maravilhoso visual (descanse mesmo, porque depois tem a Pirâmide do sol pela frente).

Não é possível subir a Piramide inteira, mas nem precisava mesmo, a vista do primeiro nível já é fantástica!

O belo visual a partir da Pirâmide da Lua.

O belo visual a partir da Pirâmide da Lua.

Depois de ter as energias negativas sugadas pela Pirâmide da Lua, é preciso recarregá-las na Pirámide del Sol. É hora de encarar a maior pirâmide do complexo de Teotihuacan.

A Pirámide del Sol

A maior pirâmide de Teotihuacan é também a terceira maior pirâmide do mundo, ficando atrás apenas da Grande Pirâmide do Egito e da Grande Piramide de Cholula, que também fica no México.

A Pirámide del Sol.

A Pirámide del Sol.

Com 222 m de base e cerca de 70 m de altura, a Pirámide del Sol precisou de mais de 3 milhões de toneladas de pedras para ser erguida. Foi concluída no primeiro século e historiadores afirmam que a pirâmide era  toda pintada de vermelho.

Para chegar ao cume, é preciso encarar 244 degraus, que em algumas partes são bem ingrimes. Assim como na Pirâmide da Lua, o visual é a melhor recompensa.

De cima da Piramide do Sol é possível ver praticamente todo o complexo Teotiuacan.

E aí, vai encarar? Vai sim!!!

E aí, vai encarar? Vai sim!!!

Ao contrário da Pirâmide da Lua, que tem acesso limitado e não permite que se chegue ao cume, na Pirâmide do Sol é possível chegar até o extremo de sua superfície e inclusive é possível atravessá-la através de uma pequena passarela existente no seu cume.

Vista a partir do cume da Pirámide del Sol.

Vista a partir do cume da Pirámide del Sol.

Passarela no cume da Pirámide del Sol.

Passarela no cume da Pirámide del Sol.

Bem próximo da Pirámide del Sol está o Museo del Sitio, mas nós acabamos não visitando este museu.

Saímos pela saída nº 2, que fica de frente a Pirâmide do Sol. Antes de irmos embora comemos em um dos vários restaurantes que existem ali na frente.

Como Chegar à Teotihuacan

A maneira mais fácil de chegar a Teotihuacan é contratando uma agência. A maioria das agências vendem um combo de passeio, que vai às piramides e também ao Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe. Também é possível contratar somente o passeio para Teotihuacan. Contratando uma agência existe toda a comodidade de não precisar pegar transporte público e já ter um guia acompanhando o grupo. A desvantagem é que além do preço mais elevado, o tempo do passeio é menor e você terá que ir com um grupo desconhecido.

Nós, optamos em ir por conta própria e além de economizarmos um dinheirinho, tivemos muito mais tempo pra explorar o complexo.

Um detalhe importante e que deve ser levado em consideração, é que o local é muito quente e quase não possui abrigo pra se esconder do sol, por este motivo, é bom chegar cedo. Além do clima mais ameno, o complexo normalmente terá menos turistas, já que as excursões costumam chegar um pouco mais tarde.

Teotihuacan - vazio

Complexo praticamente vazio pela manhã.

Estávamos hospedados em um CouchSurfing que fica do lado oposto das estações de onde partem os ônibus para as Pirâmides de Teotihuacan, então tivemos que sair bem cedo!

Saímos às 6h30 da manhã e enfrentamos o metro da cidade do México, em pleno horário de pico! É muita gente e você vai super apertado!

É possível pegar os ônibus que vão ao sitio arqueológico em 2 estações distintas: a estação “Autobuses del Norte” (linha amarela) e a estação ” Indios Verdes” (linha verde).

Nós optamos por sair da estação Indios Verdes, mas não foi um bom negócio, primeiro porque o ônibus era bem velho; segundo porque o ônibus que pegamos ali, é pinga-pinga, ou seja passa no meio de alguns vilarejos e vai parando toda hora.  Levamos cerca de 2 horas pra chegar até o complexo.

Provavelmente o motorista irá ver que você é turista e vai te avisar quando chegar na entrada do complexo, mas pra garantir que você não passe direto pra cidade de San Juan de Teotihuacan, que é o ponto final do ônibus, peça pro motorista avisar quando chegar nas pirâmides.

O ônibus para bem na frente da entrada número 1, não tem erro!

Na volta, pegamos um ônibus direto, sem paradas, e como estávamos sentados no primeiro banco, voltamos conversando com o motorista e ele me disse que os ônibus que saem do Terminal Autobuses del Norte, não entram nos vilarejos e normalmente são diretos.

Também é possível contratar um táxi para passar o dia em Teotihuacan, lógico que o preço cobrado será bem mais alto que ir por conta própria de ônibus, mas tem suas vantagens, se você tiver em 4 pessoas por exemplo, torna-se uma boa opção!

Pra voltar pra Cidade do México, é muito fácil os ônibus de volta pra passam de 15 em 15 minutos aproximadamente.

Dicas importantes:

Não esqueça de jeito nenhum: água, protetor solar, óculos de sol e boné/chapéu.

Lembre-se também de chegar cedo, usar roupas confortáveis e tênis.

Dentro do sitio arqueológico não tem nada pra comer, então leve alguma coisa tipo barras de cereais da vida.

Teotihuacan está a mais de 2000 metros de altitude, então suba as escadas com calma e cuidado com os degraus ingrimes!

O acesso ao sitio é gratuito para os Mexicanos no domingo, portanto, esteja ciente que neste dia Teotihuacan vai estar bombando!

O preço do ingresso é de 64 pesos, além disso, teoricamente cobram mais 45 pesos pra maquinas fotográficas e filmadoras, mas nós entramos com a câmera na mão e não falaram nada.

Fique atento ao horário do ultimo ônibus pra México DF.

Mais informações: Site oficial


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Utilize os nossos parceiros e ajude nosso blog:

– Encontre e reserve sua hospedagem em Teotihuacan, na Cidade do México, ou em qualquer lugar do mundo, através do Booking.com. Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

– Contrate seu seguro viagem através da nossa parceira Real Seguro, além de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a Real Seguro faz cotações com as melhores seguradoras do mercado!

– Está pensando em alugar um carro no México!? Consiga o melhor preço consultando as melhores locadoras através da Rentcars.comAlém de economizar , você pode pagar em até 12x, sem IOF e o melhor, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso!


Share

23 Respostas para Teotihuacan – A cidade dos Deuses e das pirâmides gigantes.

  1. Amanda Duarte disse:

    Oi, adorei as dicas e o posto bem explicadinho. Estou indo para o México em janeiro/17 e mal posso esperar para visitar as pirâmides.

    Fiquei com uma dúvida: o seu post foi cheio de detalhes e explicações, você contratou um guia lá nas pirâmides ou todas essas informações estavam disponíveis na própria zona arqueológica, em placas, por exemplo?

    • Itamar Japa disse:

      Olá Amanda, que bom que você gostou! Na verdade as explicações existentes na zona arqueológica são mínimas e nós não contratamos guia, mas absorvemos tudo que tava escrito e também pesquisamos muito. As informações que colocamos foram obtidas através de várias pesquisas em diversas fontes distintas.

      Na entrada do Parque existem guias disponíveis, se estiver em grupo talvez seja uma ótima opção.
      Abraço!

  2. Nunca fomos ao México. Ainda não temos nada planejado para lá, mas lendo este post sobre Teotihuacan, nossa, deu vontade. Adorei as dicas e as informações úteis. Muito bom! Abraço.

  3. Viviane Carneiro disse:

    Nossa… que lugar interessante e com paisagens lindíssimas. Adorei!

  4. Eu AMEI esse lugar! Vocês foram bem cedinho para evitar a muvuca? Porque fizemos isso e foi a melhor coisa, pois logo depois das 10am já começou a encher de gente vendendo badulaques.
    Belo relato!

  5. Pericles Rosa disse:

    Que demais essa cidade!!
    As pirámides sao sensacionais.
    Ainda não conheço o México, e como certeza irei visitar Teotihucan quando for a cidade do México.
    As dicas estão ótimas Itamar.
    Abraço

  6. Nossa que show!!! Sou louca para fazer essa viagem! História e paisagens belíssimas. Melhor impossível né?

  7. Ameeeeeei o post! Já faz um bom tempo que estou maluca para conhecer o México, espero que essa viagem aconteca logo. Valeu pela dica dos onibus e dos terminais, agora já sei qual pegar pra ir mais rápido. Também prefiro fazer os passeios sem agência, sozinha… dá mais liberdade, né?

  8. Esse lugar é extraordinário! Passei um dia inteiro aí e foi mágico! Achei a energia forte!

    Também fui por conta própria de busão e foi bem tranquilo. Você tem razão: quando eu fui estava muito quente e foi bem sofrido para mim que não gosto de calor, mas ainda assim é um lugar para se perder no passado.

  9. Post completíssimo!
    Ruínas de civilizações antigas me atraem demais e Teotihuacan entrou na minha lista!
    Eu também prefiro ir por conta pròpria e você conseguiu nos explicar bem o que podemos visitar.
    Confesso que em Machu Picchu senti falta de um guia!
    Em que época do ano vocês foram?

  10. Adorei! É um dos lugares mágicos no México que morro de vontade de conhecer 🙂 Me identifico demais e essas vistas… tudo maravilhoso!

  11. Keul Fortes disse:

    Muito bom esse post! Que cidade incrível. Sou fascinada com a história das pirâmides. Certamente irei adorar conhecer pessoalmente Teotihuacan.

  12. Nossa, esse post está hiper completo, parabéns!
    Dalila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *