Saiba como economizar dinheiro pra próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!!!

Conheça a Catedral de São Basílio, um dos maiores cartões postais da Rússia e uma das igrejas mais bonitas do mundo. Mais »

Conheça o Parque Nacional Morrocoy, na Venezuela.

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

 

Buenos Aires – A primeira impressão é a que fica.

Em 2009, viajei pra Buenos Aires em minha primeira viagem internacional. Eu, que até então era piolho do Litoral Catarinense, chegava à capital Argentina e me deparava com uma situação bem diferente do que estava esperando… Confira como foi minha primeira impressão na Argentina.


Acompanhe o DMEC nas redes sociais: Instagram | Facebook | Twitter | Pinterest
Na Argentina nós usamos a hastag #dmecnaArgentina


Primeira viagem internacional: Buenos Aires – Argentina. 

Neste primeiro post do DMEC, conto como foi a minha primeira experiência fora do Brasil, quando viajei com alguns amigos para Buenos Aires, na Argentina.

Buenos Aires_-2

A Casa Rosada.

Um detalhe importante é que a ideia inicial desta viagem era ir viajar para Venezuela, mas como meus companheiros tiveram problemas com seus cartões de crédito, compraram um voo para Buenos Aires. Logo pensei em desistir, pois minha vontade era ir para Venezuela. Eu não queria ir de jeito nenhum, mas fui convencido. Lembro-me que perguntei “O que vou fazer em Buenos Aires? Não tem nada de mais lá, é uma cidade igual a nossa!” Quem diria hein? Apesar de sempre ter ido para montanha e para as praias de Santa Catarina, acho que foi nessa viagem que o mosquitinho me mordeu e definitivamente fui infectado pelo vírus viajante. De lá pra cá a vontade de explorar o mundo e conhecer novos lugres é permanente e só aumenta.

Buenos Aires – A primeira impressão é a que fica

Buenos Aires é uma das maiores cidades da América Latina e sem dúvidas uma das cidades mais importantes do mundo. É uma cidade repleta de atrações, cheia de cultura, com uma gastronomia deliciosa, com uma arquitetura que combina o moderno com o antigo e muito mais. Tudo isso faz com que a cidade seja uma das mais visitadas por turistas na América Latina e meu “batismo” no exterior não poderia ser melhor.

O que mais me chamou atenção na cidade foi a cultura do povo portenho e principalmente a quase inexistente “rivalidade”, que a mídia criou aqui no Brasil. Antes de viajar para Argentina eu estava um pouco receoso, pois era a semana de um jogo decisivo entre Brasil e Argentina em uma eliminatória de copa do mundo.  Eu imaginei que iria pegar um clima bem hostil por ser brasileiro, mas depois que cheguei lá, vi que a rivalidade existe, mas definitivamente não é da mesma forma que a televisão e as agências de publicidade brasileiras fazem questão de difundir por aqui.

Fui muito bem tratado por todos os Argentinos com que tive contato em todos os dias que estive andando pra tudo que é canto por lá. Não vi um único ato sequer que pudesse ser considerado como hostilidade. Muito pelo contrário em todos os lugares em que estive, recebi elogios ao meu país, muitas pessoas me parabenizavam pelo futebol do Brasil, pelo crescimento econômico e desenvolvimento do país (2009) etc.

Em alguns lugares em que meus amigos e eu conversávamos em português, logo se aproximava alguém e perguntava brasileño? – sim – Ah…Me encanta Brasil, bla bla bla…

Buenos Aires - La Boca

Brasileiros com uma bandeira brasileira em frente à Bombonera – E se fossem argentino no Brasil?


LEIA TAMBÉM:

BUENOS AIRES – CULTURA DE FAZER INVEJA.
BUENOS AIRES – CONHECENDO A CAPITAL ARGENTINA.


Antes de ter ido pra Argentina, eu ouvia um amigo que já tinha viajado pra lá diversas vezes, me dizer que os argentinos, não tinham os brasileiros como “inimigos” (coisa que de certa forma acontece por aqui) e que eles gostavam muito do Brasil e tals. Esse amigo, admira e gosta muito da Argentina e até então, eu não entendia por que… Eu já vi por diversas vezes brasileiros tratando mal argentinos nas praias de SC, inclusive em uma determinada vez, eu e outro amigo estávamos indo pra praia, quando o cara sem mais e sem menos, abriu a janela e gritou agressivamente: “Argentino FDP, aqui é Brasil!!!”, mostrando a camisa do Brasil para os caras que estavam no carro do lado na estrada. Na hora eu ri mesmo sem entender nada, mas agora depois de ter voltado de Buenos aires, depois de ser muito bem tratado lá e de ter a cabeça mais aberta, fico pensando o que levou meu amigo a fazer aquilo? Seria a televisão e outras coisas idiotas com suas ideias furadas que criam esta rivalidade!?

Buenos Aires_-Argentina.

Av. Callao – Buenos Aires.

Quando eu andava com a camisa do Atlético, logo alguém vinha comentar – El Paranaense bla bla bla… Um dia num domingo após o jogo do Brasil x Argentina, um cara com a camisa do River Plate, venho até mim e me parabenizou pelo futebol da seleção Brasileira, me cumprimentou e disse “Brasil es siempre mejor”, depois falou algumas coisas sobre futebol e mencionou “El Paranaense”, eu disse eliminamos vocês – “sí sí, me recuerdo, me recuerdo”.
Muita gente vinha até mim, perguntar “¿Como está el Paranaense en el campeonato brasileño?”. Eu fiquei bem alegre de saber como é bem conhecido meu Furacão por lá!

Quando assisti Brasil x Chile, em nenhum momento ouvi o narrador local falar um “A” que fosse, tentando menosprezar ou criar rivalidade conosco. Pelo contrário foi uma imensidade de elogios ao futebol brasileiro e aos brasileiros.  Lembro de uma das frases que ele usou que foi: “é sempre bom ver o Brasil jogar, é um colosso, nos enche os olhos o futebol apresentado pela seleção brasileira”.

Neste jogo a maioria dos argentinos estavam torcendo para o Brasil, pois a rivalidade deles é com o Chile e não com o Brasil (por causa da Guerra das Malvinas).

Assim sendo, pude comprovar pessoalmente, foram muitos elogios e nenhuma hostilidade, incluindo das pessoas que assistiam aos jogos.

Quando estávamos nos despedindo do pessoal do hotel, o “tiozinho” da recepção me viu com a toca da Argentina e me disse pra eu tirar a toca quando estivesse chegando no Brasil pra não apanhar – eu disse pra ele que a partir daquele dia iria tentar mudar a opinião das pessoas sobre isto. E desde então realmente tento…

Lá a ideia é outra, penso que eles entendem melhor, que uma integração sul americana é muito mais benéfica, do que criar antipatia com piadas idiotas feitas por determinados formadores de opiniões. Pessoas com um microfone e uma câmera chegam a milhões de pessoas, não se preocupam em pensar que esta rivalidade é desprezível e não leva a nada. A rivalidade futebolística até é valida, mas o problema é que enfatizam muito e isso abrange um campo maior do que o futebol…

Logo postarei mais sobre a minha primeira viagem pra Buenos Aires, mas espero ter conseguido passar o que senti nesta viagem, que a imagem que tentam colocar pra nós: que “los hermanos” são rivais, inimigos ou sei lá o que, não é bem assim. Isto é uma invenção da mídia nacional e lamentavelmente muita gente absorveu isso.

Buenos Aires_La Boca

O famoso colorido de La Boca.

Pelo menos em todos os dias em que estive lá, mesmo em uma semana de eliminatória de copa do mundo e com a seleção Argentina passando por um momento complicado, não notei nem vestígio desta tal rivalidade agressiva e incontrolável, tão enfatizada por aqui. Portanto, espero que quem tenha lido este texto saiba que os Argentinos não são o que “alguns” dizem, transformando-os em “inimigos” ou “rivais”. Rivalidade existe, mas não sai de dentro dos campos de futebol, como acontece aqui. Nada pessoal, mas cada um acredita no que quer, uns acreditam na TV outros não.

Uma vez uma pessoa, que também comparte esta ideia, me disse: só tem raiva dos argentinos quem nunca cruzou a fronteira deles, me parece bastante apropriado, não é?


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Utilize os nossos parceiros e ajude nosso blog:

– Encontre e reserve sua hospedagem em Buenos Aires, ou em qualquer lugar do mundo, atravésdoBooking.com Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

– Contrate seu seguro viagem através de uma de nossas parceiras: SegurosPromo ou Real Seguroalém de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a SegurosPromo e a Real Seguro fazem cotações com as melhores seguradoras do mercado!

– Está pensando em alugar um carro!? Consiga o melhor preço consultando as melhores locadorasatravés da Rentcars.comAlém de economizar , você pode pagar em até 12x, sem IOF e o melhor, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso!




Booking.com

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *