Saiba como economizar dinheiro pra próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!!!

Conheça a Catedral de São Basílio, um dos maiores cartões postais da Rússia e uma das igrejas mais bonitas do mundo. Mais »

Conheça o Parque Nacional Morrocoy, na Venezuela.

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

 

Já pensou em viajar com o dinheiro de coisas que você jogaria fora?

Você já pensou em viajar com o dinheiro de coisas que você jogaria fora? Nós fizemos isso! Confira neste post como juntamos dinheiro com a venda de materiais reciclados e fizemos uma viagenzinha pro belíssimo litoral sul de Santa Catarina.

Viajar com o dinheiro de coisas que iriamos jogar fora? Sim, nós fizemos isso! 

Juntamos o útil ao agradável separando e vendendo os produtos recicláveis que jogaríamos no lixo e com o dinheiro arrecadado, fizemos o que mais gostamos, viajamos!

A ideia

Tudo começou quando fui a uma livraria aqui de Curitiba e vi uma caixinha no canto, com uma plaquinha escritareciclagem mais ou menos assim: “jogue aqui o papel que iria pro lixo, o dinheiro arrecado será usado para o nosso churrasco de confraternização“. Reparei que a caixa estava quase cheia, achei a ideia bem bacana e logo pensei que também poderia fazer algo do tipo.

Sempre fui muito preocupado com o meio ambiente e sempre procurei reciclar o que fosse possível. Na loja onde trabalho, sempre separei o papel e as caixas de papelão pro catador de reciclados, que passa esporadicamente recolhendo os materiais.

O problema é que as vezes passavam-se 3 ou 4 dias e o carrinheiro não aparecia. Como a coleta de recicláveis realizada pela prefeitura também só funciona 2 dias por semana (e eu nunca sei o dia exato), o material começava a atrapalhar já que a loja em que trabalho é bem pequena e o papelão é volumoso.

Depois que vi a caixinha lá na livraria, surgiu a ideia de levar estes papelões pra minha casa e cada dia levo um pouquinho. No caso de ver o catador de papel passando na rua, o papelão é dado pra ele, claro.

No inicio eu tinha a ideia de usar o dinheiro pra algo diferente, mas não sabia ao certo o que faria. Tinha que ser algo que mostrasse aos outros que vale a pena reciclar! Logo lembrei das máquinas que pagam por garrafas PET lá na Europa e de imediato tive a ideia de utilizar a grana arrecadada pra fazer o que mais gostamos, que é justamente viajar!

A reciclagem

selo_repensar_reduzirAlém de separar o papel e os papelões, fiz uma outra caixinha pra que os colaboradores da empresa jogassem as latinhas de alumínio. Também comecei a juntar as latas, papeis e papelões utilizados em nossa casa e ainda comecei a guardar as latinhas dos churrascos que fazíamos em casa.

Detalhe interessante é que cada vez que levo o material pra vender, sempre tem outras pessoas fazendo o mesmo, e não são carrinheiros! Já vi até pessoas com carros de luxo vendendo papelão lá. O dono do lugar me disse um dia que é normal e muita gente faz isso. Ele também me disse uma frase que me marcou muito:”viveríamos em um mundo melhor, se todos se importassem em reciclar“.

Ao longo de aproximadamente 3 anos, juntei (quando o catador não passava) os papeis, as latinhas e os papelões que iriam pro lixo do local onde trabalho e levei pra minha casa. Em casa deixava o material em um canto, até acumular uma certa quantidade que eu pudesse levar pra vender.

Viajar com o dinheiro de coisas

Viajar com o dinheiro de coisas recicláveis? Sim nós viajamos!

 

Imagino que tenha juntado algumas toneladas, já que pra arrecadar todo o dinheiro tive que dar dezenas de viagens. O quilo do papelão gira em torno de R$0,18 a R$0,25, dependendo a cotação e confesso que não me preocupei em marcar quantos quilos foram (deveria ter marcado né). Cada viagem que faço com meu carro (Ideia Adventure) leva de 70 a 90 quilos.

Agora pense comigo, imagine todo este lixo que nós (uma pequena empresa) geramos, sendo jogado em aterros e lixões… Agora imagine quanto lixo é gerado por grandes empresas, e pior ainda, imagine todo o lixo gerado no mundo! Pra onde vai tudo isso??? A ONU estima que em 2025 serão geradas 2,2 bilhões de toneladas de lixo, você já imaginou o que será do planeta se nada for reciclado? Será que vai existir planeta até lá???

 A viagem

Aproveitamos o feriado dos dias 7 e 8 de setembro (dia 8 é feriado só em Curitiba), demos uma esticada até o dia 11 e fomos pro sul de Santa Catarina.

Viajar com o dinheiro de coisas

Viajar com o dinheiro de coisas que iriamos jogar fora? Sim, nós fizemos isso!

Saímos de Curitiba no final da tarde do dia 6, ficamos em Itajaí (casa da família da Paty) até a manhã do dia 7 e partimos com destino ao Farol de Santa Marta, em Laguna. Ficamos 2 dias no Farol, curtimos sua beleza e praias quase desertas e no terceiro dia resolvemos ir pra outra praia.

Antes demos uma passada pela cidade de Laguna, já que nunca tínhamos visitado a cidade, que é uma das mais históricas do Brasil.

Do Farol pensamos em ir pra Guarda do Embaú, mas como ficamos encantados com a pesca dos botos lá em Laguna, saímos bem no final da tarde e acabamos decidindo ir pra linda Praia do Rosa.

No Rosa ficamos mais 2 dias, onde aproveitamos pra fazer algumas das belas trilhas da região! Fizemos a trilha que vai do Rosa à Ferrugem e a trilha que vai do Rosa à Praia do Luz, ambas incrivelmente lindas!!!

Aproveitamos 5 dias no sul do Litoral Catarinense e todos os gastos foram custeados pelo dinheiro desta experiência.


 Vai pro Litoral Catarinense? Encontre onde se hospedar aqui, no Booking.com.


O preconceito

Durante o período que fiz esta coleta, senti por alguns momentos um ar de preconceito por parte de algumas pessoas. Os vizinhos ficavam um tanto quanto “estranhos” ao me ver diariamente levando pro carro caixas de papelão. Meu pai chegou até a me dizer que era vergonhoso, porque não estávamos precisando, “nem passando fome” e “o que os vizinhos iam pensar!”

trilha_rosanorte_praiadaferrugem-21

Minha cara de preocupado…

Eu confesso que nunca liguei para o que os outros pensam (se fosse ligar estaria ferrado) e não me importo nenhum pouco com qualquer olhar, ou com qualquer comentário! Pra mim, vergonha maior é ver pessoas jogando lixo na rua de dentro de seus carrões (ou a pé mesmo)! Vergonha maior é ver um fumante que joga sua bituca de cigarro em qualquer lugar, seja na praia, na cidade, ou no próprio quintal (ou no quintal dos outros)!!! Vergonha mesmo é não separar o lixo reciclado, não se importar com o meio ambiente, com o futuro do planeta e com seu próprio futuro! Isso é vergonhoso!!!

A continuação

Nós escolhemos viajar porque é uma coisa que gostamos muito. Poderíamos ter escolhido colocar gasolina no carro, comprar alguma coisa, fazer doação, fazer churrasco pra galera, enfim, poderíamos ter feito várias coisas com o dinheiro!!!

Vou continuar fazendo esta reciclagem, mas agora que já conclui este projeto de mostrar ser possível viajar com o dinheiro de coisas que seriam jogadas no lixo, vou seguir a ideia original que vi lá na livraria e vou juntar o dinheiro pra fazer churrascos, ou jantares pra galera do serviço. Desta forma, acredito que os demais colaboradores da empresa irão se empenhar mais pra separar o material, já que não eram todos que colaboravam jogando o papel no sexto que fica tão longe… ao lado do outro.

Ao mesmo tempo que mostramos que é possível juntar uma graninha a mais, queremos mostrar à todos a importância da reciclagem. Sinceramente espero que tenhamos conseguido! O minimo que as pessoas devem fazer é separar o lixo reciclável e dar pro catador (ou pro serviço de coleta de recicláveis – se sua cidade tiver um), mas jamais jogue recicláveis no lixo normal! Jamais!!! Pense nisso!

Os gastos

  • Hospedagem

6/09 – Dormimos em Itajaí e não pagamos nada pois é a casa da família :pviajar-com-o-dinheiro-de-coisas-sim-nos-viajamos

7/09 à 9/09 – Alugamos uma casa no Farol de Santa Marta, pelo valor de R$35,00 p/pessoa dia. Total: R$140,00

9/09 à 11/09 – Nos hospedamos no hostel mais barato que encontramos no Booking.com. Valor R$40,00 p/ pessoa dia (com café da manhã). Total: R$160,00

Valor total da hospedagem: R$300,00

  • Combustível

Percorremos quase 1200 quilômetros nesta viagem e gastamos aproximadamente R$250 com combustível. O preço da gasolina varia bastante. Pagamos de R$3,19 (em Itajaí), até R$3,69 (em Imbituba) no litro de gasolina. Em Itajaí, quase sempre é mais barato, portanto aproveite pra encher o tanque se estiver indo pra aqueles lados.

Pra dirigir na estrada eu costumo dirigir economizando e desenvolvi uma técnica que economiza bastante combustível e dinheiro (vou fazer um post sobre isso). Já nas praias (Farol de Sta. MartaPraia do Rosa) não tem jeito, é preciso andar bem devagar (1ª, 2ª e 3ª marcha sempre) pra preservar o carro, neste caso o consumo é maior.

Valor total do combustível: R$250,00

  • Alimentação

Como ficamos em uma casa e em um hostel, fizemos nossa própria comida. Gastamos R$57,00 com a comida que fizemos e R$39,00 com a cerveja que compramos.

Ainda assim, eventualmente comemos “fora” por 3 vezes.

  • Refeição pra 2 pessoas no Farol de Santa Marta (Pescado ao molho de camarão – Delicioso + 1 cerveja 600ml)  – Restaurante Sabor Divino – R$ 53,00
  • Refeição pra 2 pessoas em Laguna (PFs + 1 Refrigerante 600ml) Restaurante Laguna Lanches  – R$27,00
  • Refeição pra 2 pessoas na Praia do Rosa (Anchovas grelhadas + 1 cerveja 600ml ) – Restaurante Arrastão – R$47,00

-Lanche/Refri/Água na rua: R$ 18,00

Valor total de alimentação: R$241,00

  • Outras despesas

– 2 Imãs de geladeira: R$8,00
– 2 passagens de Ferry Boat: R$24,00
– 10 Pedágios: R$23,00
– 2 Museus: R$8,00

Valor total de outras despesas: 63,00

Total dos Gastos

Ao todo gastamos R$854,00, em 2 pessoas. Foi uma viagem super produtiva, bem prazerosa e sem perrengues.

Como já mencionei, todos os gastos foram custeados pelo dinheiro arrecado com a venda dos materiais.


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Utilize os nossos parceiros e ajude nosso blog:

– Encontre e reserve sua hospedagem em Santa Catarina, ou em qualquer lugar do mundo, através do Booking.com. Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

– Contrate seu seguro viagem através da nossa parceira Real Seguro, além de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a Real Seguro faz cotações com as melhores seguradoras do mercado!


Share

50 Respostas para Já pensou em viajar com o dinheiro de coisas que você jogaria fora?

  1. Que massa! Ótima atitude 😀

  2. kessley pereira disse:

    Show, Japa! Fico imaginando seu pai..kkk.
    🙂

  3. Deivson disse:

    Uau! Que demais, cara! Adorei o seu relato e experiência.

  4. Que dicas ótimas, importantes e super econômicas, e viajar está tão caro. Mas fazer o quê? É a nossa paixão, então bora economizar para as próximas viagens.

  5. rui batista disse:

    Excelente e inspirador caso de viagens 🙂 Querer e poder (estou em pc no Canadà e a acentuacao ȩ complicada) Apenas uma questao de prioridades. Ainda bem que a vossa ȩ ser felizes e viajar 🙂

  6. Suzana disse:

    Parabéns pela iniciativa, uma atitude louvável! Fiquei mais fã do blog. O mundo precisa de mais pessoas com atitudes assim! Obrigado e parabéns!

  7. Luciana disse:

    Parabéns pelo post, é lindo e inspirador. Vou me animar a fazer o mesmo. E muito triste as pessoas terem preconceito; você está ajudando a salvar o mundo que as próximas gerações verão! Seu post é de ARREPIAR! Salvo pra vida!

  8. Que legal! Também sou de Curitiba e sempre separo o lixo reciclado, mas também fico confusa com os dias do “Lixo que não é Lixo”. Me revolta muito saber que muita gente ainda não separa o lixo (em 2016). Minha irmã trabalha com sustentabilidade e estamos sempre ajudando algumas instituições com latas e papelão. Nunca pensei em fazer o que você fez, mas achei uma ideia super criativa. Parabéns pela atitude e determinação.

    • Itamar Japa disse:

      Pois como curitibana você deve entender bem este sentimento de preservação do meio ambiente. Sou do tempo da família folha e de todos os programas ecológicos que nossa cidade tinha, acho que isso me marcou muito e até hoje fico puto da vida quando vejo alguém jogando no chão um papel de bala que seja. Logo penso “o senhor não é daqui né?” 🙂

  9. Melissa Lima disse:

    Achei incrível e inspiradora essa iniciativa! Pena que aqui no México, é muito rara a coleta seletiva, pelo menos na cidade onde vivo (e é capital de estado….). Eu sempre deixo tudo separado e quando levo para o lixo do condominio, pouco importa! Super legal . Sempre acompanhando as aventuras de vcs.

    • Itamar Japa disse:

      Sim, é uma pena mesmo! Falta conscientização em muitos países, já mergulhei em um lugar do Caribe e junto aos corais existiam várias latas de cerveja. Lamentável! Mas vamos continuar a fazer a nossa parte tentando conscientizar os outros também.

  10. Que ideia legal! Ótima iniciativa! Curitiba realmente está a frente neste conceito! Imagino também os olhares que você recebeu! De ter sido uma sensação boa viajar com este dinheiro! Abs!

  11. Que iniciativa genial hein Itamar, fiquei de boca aberta! Aqui no Reino Unido é bem comum essa separação, inclusive aqui em casa tento sempre seguir direitinho. Temos duas latas de lixo, uma pra reciclável que é a vermelha e a preta pra orgânico. Sempre que coloco o lixo pra fora vejo as pessoas aqui da rua fazerem o mesmo, e não é nenhum pouco vergonhoso. Não entendo porque no Brasil se tem essa ideia de que separar o lixo e ganhar dinheiro com isso é vergonha.
    Parabéns pelo post!

    • Itamar Japa disse:

      Pois é Flávia tem muito brasileiro otário que acha que fazer isso ou aquilo é vergonhoso. Reciclar, andar de bicicleta, andar em transporte público etc. Tem tanta gente besta! Mas, deixa eles.. rsrsr 😉

  12. Nossa que sensacional. Sabe que me incomodo demais com o excesso de embalagens que os produtos hoje dia tem. Um simples tudo de pasta de dente vem dentro de uma caixa de papelão que vem embalado em um plástico. Para que isso tudo minha gente. Bela iniciativa, parabéns

    Dani Bispo

  13. Viagem LadoB disse:

    que ótima ideia, e uma excelente iniciativa também! Parabéns, bem inspirador mesmo!

  14. Achei a sua história incrível! Além de consciência com o meio ambiente e com o meio em que vive, você conseguiu se fazer o bem. Viajar com um dinheiro que nem contava é maravilhoso. Parabéns pela sua iniciativa.

  15. Ana Carolina Mirnada disse:

    Parabéns pela iniciativa. Temos mesmo que levar nossos objetivos até o fim sem se importar com a opinião dos outros. Gostei demais de sua iniciativa. Parabéns!

  16. Que ideia bacana!!! É de atitudes assim que nosso planeta precisa! Parabéns!

  17. Dayana disse:

    QUE IDEIA SENSACIONAAAAAAL!!! Fiquei aqui me coçando para fazer o mesmo. hahaha
    Sempre fui muito preocupada com o bem-estar do planeta, mas agora tem um motivo a mais. 😛

    Ainda te proporcionou algo incrível! Prova que o bem gera o bem mesmo. 🙂

  18. Angie disse:

    Que massa cara!! Parabéns!! Lá em cada vai ser disputado, pq meu irmão já faz isso com o papelão e revistas que sobram!!

  19. Caramba que Idéia mais legal! Parabéns pela iniciativa. Incrível!!!

  20. Ideia muito boa mesmo! E precisa paciência e continuidade para cumprí-la, muito bom. Muita gente reclama de não ter condições de fazer o que gosta e não vê as oportunidades que existem, parabens!

  21. Caramba, coisa que nunca pensamos né? Aqui separamos os recicláveis, mas quem leva é a prefeitura. Mas sua atitude foi bárbara, ainda mais por contar ao mundo que vale a pena e que te rendeu uma bela viagem!!! Show, parabéns!

    • Itamar Japa disse:

      Aqui a prefeitura também recolhe, mas eu pessoalmente nunca sei o dia certo, e tem um monte de gente que não se preocupa em separar, uma lástima! A ideia do post é justamente tentar dar um “se liga” em quem não separa o reciclado! 🙂

  22. Bruno Costa disse:

    Interessante e inspirador! Aqui no Rio, ao menos no meu prédio, não fazemos a coleta seletiva. Esse post me fez repensar algumas coisas. Parabéns pela a iniciativa!

    • Itamar Japa disse:

      Pois é Bruno, uma cidade como o Rio de Janeiro deveria cuidar mais do meio ambiente… Uma vez passei na cidade de Seropédica (onde fica, ou ficava o lixão do Rio), onde um amigo morava e foi bem marcante pra mim, fiquei chocado! É triste ver plásticos nas árvores e sujeira pra todo lado… Pareciam plantações de “árvores de sacolas plásticas”. Só por curiosidade, achei “engraçado” que ao lado do lixão de Seropédica tinham grandes plantações de coqueiros e aposto que muitos daqueles cocos são consumidos nas praias do Rio de Janeiro.. :0 Precisamos cuidar melhor do nosso planeta, pra nosso próprio bem! 🙂

  23. Gente, que ideia incrível, nunca tinha pensado nisso! Sensacional! Parabéns pela iniciativa e por compartilhar conosco os custos! Vou começar a pensar em colocar isso em prática, o que tenho de revista velha!

  24. Muito legal, nem só de coisas viverá o ser humano, mas sim de experiências memóraveis né não?! Abraço!

  25. Inspirador o post! Realmente há muito que podemos fazer para podermos viver num mundo melhor. E podemos até mesmo lucrar com isso, como você fez! Incrível! Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *