Saiba como economizar dinheiro pra próxima viagem.

Este post vai te ajudar a poupar dinheiro pra uma nova viagem. Saiba mais: Mais »

Islas del Rosario e Isla Baru, passeio clássico de Cartagena de Indias

Um dos passeios mais procurados em Cartagena de Indias é o passeio até as Islas del Rosário e Isla Baru... Saiba como é... Mais »

Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!!!

Conheça a Catedral de São Basílio, um dos maiores cartões postais da Rússia e uma das igrejas mais bonitas do mundo. Mais »

Conheça o Parque Nacional Morrocoy, na Venezuela.

O Parque Morrocoy é um dos cantinhos mais bonitos do Caribe Venezuelano. Saiba mais. Mais »

 

Tula de Allende, a cidade dos guerreiros Toltecas.

Mesmo sendo um importante sítio arqueológico, Tula De Allende está longe de receber os milhares de turistas diários que algumas cidades mexicanas recebem. Nós resolvemos conhecer a cidade dos Guerreiros Toltecas, que definitivamente não está na rota da maioria das pessoas que visitam o México.


Tula de Allende

Tula de Allende-32

O emblemático Cactos mexicano. Foto: Patricia Pereira

Tula de Allende é o sítio histórico tolteca mais importante do México. Foi um importante centro urbano dos anos 900 até 1200, quando abrigou uma cidade de cerca de 16Km², com população estimada em aproximadamente 40 mil pessoas.

Há quem diga que a localidade foi a capital Tolteca, até que o império caiu, devido a disputas internas e invasões de outros povos.

Tula de Allende fica localizada a pouco menos de 100 km da Cidade do México e é uma ótima alternativa pra um bate e volta a partir da capital mexicana.

O que fazer em Tula de Allende

A cidade de Tula de Allende realmente não possui muitas coisas pra conhecer, o grande destaque e único motivo que faz com que as pessoas se desloquem até lá, sem dúvidas, é a Zona Arqueológica e os Atlantes de Tula.

Tula de Allende-6

Cores de Tula de Allende. Foto: Itamar Japa.

Zona Arqueológica de Tula

Localizada a aproximadamente 2 km do centro da cidade, a Zona Arqueológica de Tula, a mais importante da cultura Tolteca, é o maior atrativo da pequena cidade de Tula de Allende.

Estrategicamente posicionada sobre uma colina, o complexo que outrora abrigou Tollan Xicocotitlan, suposta capital Tolteca, está em ruínas e boa parte do que se vê hoje são restaurações, já que as edificações originais sofreram com o passar dos séculos e com todos os conflitos, incêndios, saques e invasões, que originaram o fim dos Toltecas na região.

O maior destaque da Zona Arqueológica é o imponente Templo de Quetzalcóatl, ou simplesmente a Pirâmide B.

Tula de Allende-30

Templo de Quetzalcóatl. Foto: Itamar Japa.

A Pirâmide B destaca-se frente as demais edificações existentes no México, por possuir em sua superfície estátuas gigantes de 4 guerreiros, os famosos Atlantes de Tula, com 4,6 metros de altura. Acredita-se que os guerreiros de pedra eram apoios para um suposto teto.

Tula de Allende-19

Os gigantes… e nós… Foto: Itamar Japa.

Tula de Allende-16

Paty e os Atlantes de Tula. Foto: Itamar Japa.

No complexo destacam-se ainda dezenas de pilares que restaram do Palacio Quemado, o Gran Vestibulo, o Muro das Serpentes (ou Coatepanttli) e os 2 campos do Jogo de bolas (Juegos de Pelotas). 

Percebe-se o quão imponente era o complexo antes do colapso e também dizem, que as formações lembram muito o complexo de Chichén Itza. Existe até uma teoria que diz que o rei Tolteca foi expulso de Tollan Xicocotitlan  e fugiu para a Península de Yucatán.

Tula de Allende-26

Zona arqueológica de Tula de Allende. Foto: Itamar Japa.

Tula de Allende-22

Ruínas do Palacio Quemado e Pirâmide B. Foto: Itamar Japa.

Tula de Allende-10

Palácio Quemado. Foto: Itamar Japa.

Tula de Allende-23

Seria isso uma espécie de placar com crânios, ou sala de troféus. Foto: Itamar Japa.

Também existe um pequeno museu que fica na entrada principal, mas nós acabamos não visitando porque entramos pela entrada sul.

É possível chegar até a Zona Arqueológica caminhando a partir da rodoviária, ou em Táxi (60 pesos aproximadamente). Nós fomos caminhando e aproveitamos pra conhecer um pouco mais da cidade de Tula de Allende.

O deslocamento é fácil: após chegar ao centro (uns 5 minutos desde a rodoviária), o acesso até a Zona Arqueológica é feito através do Andador Turístico Quetzalcóatl, um calçadão cheio de casinhas coloridas e calçada com formato de serpente (em menção à Quetzalcóatl). O calçadão liga a Plaza de la Constituición até uma pequena Ponte Pênsil, sobre o Rio Tula. A partir da Ponte é preciso subir uma pequena ladeira até chegar na entrada sul do complexo.

Tula de Allende-36

Andador Turístico de Tula. Foto: Itamar Japa.

Tula de Allende-9

Detalhes das casas pelo caminho até a Zona Arqueológica. Foto: Itamar Japa.

Quando chegamos na entrada estava tudo fechado e só tinham 2 velhinhos fazendo alguns reparos nas calçadas. Perguntamos e nos falaram que aquela entrada não estava funcionando e que teríamos que caminhar até a entrada principal, conversa vai, conversa vem e depois que falamos que eramos brasileiros, os simpáticos senhores deixaram que entrássemos, de graça! Bom, talvez tenham ficado com dó, pois teríamos que caminhar mais um bom trecho com aquele sol forte na cabeça…

O preço do ingresso, para quem não encontrar os simpáticos velhinhos, é de 65 pesos.

Catedral de San José

A Catedral de Tula foi um dos primeiros conventos construídos no México, tendo sua construção iniciada em 1543 pelos franciscanos. Venho a se tornar Catedral da cidade de Tula De Allende por ordem do papa Juan XXIII. A igreja conta com 5 estilos arquitetônicos, com destaque para fachada renascentista e o interior em formato gótico com abóbodas decoradas com ouro.

Tula de Allende

Catedral de San José. Foto: Itamar Japa.

Tula de Allende-12

O interior da Catedral de São José. Foto: Itamar Japa.

A Catedral parece muito com uma fortaleza e diz a lenda que existe um túnel que liga a igreja até a Zona Arqueológica.

Tula de Allende-2

Lateral da Catedral de San José. Foto: Itamar Japa.

Museu Sala Histórica Quetzalcóatl

O pequeno Museu inaugurado em 1998, possui um mini acervo que mostra um pouco da história da região. São 3 andares com peças arqueológicas, pinturas, esculturas, fotografias, artesanatos e outros objetos. O Museu fica quase de frente à entrada lateral da Catedral de San José.

Tula de Allende-4

Acervo Sala Histórica Quetzalcóatl. Foto: Itamar Japa.

Tula de Allende-3

Acervo Sala Histórica Quetzalcóatl. Foto: Itamar Japa.

Jardin de Tula/Plaza de La Constituición

A praça principal da cidade é o lugar ideal pra um descanso depois da visita à Zona Arqueológica. A praça é repleta de árvores e flores e está cercada de lanchonetes, sorveterias, restaurantes e cafés. Nós aproveitamos pra descansar, comer e também pra observar o movimento tranquilo dos mexicanos que passam por ali.

Tula de Allende-37

Esperamos um tempão por um ventinho pra bandeira tremular, mas tava difícil. Foto: Itamar Japa.

Como chegar a Tula de Allende

Para chegar a Tulla de Allende a partir da Cidade do México, é preciso chegar à Central de Autobuses del Norte, ou simplesmente Terminal del Norte. O Terminal fica junto a estação de metro Autobuses del Norte, na linha amarela.

São 2 empresas que fazem este trajeto, ambas estão na sala nº8 do Terminal del Norte. Fique atento pois existem 2 rotas – uma direta com tempo de viagem de aproximadamente 1h 20min e uma linha pinga-pinga que faz o trajeto em cerca de 1h 45min.

As empresas que fazem este trajeto são a Autobús Valle del Mezquital (AVM) e a Ovinibus. O custo é de aproximadamente 150 pesos.

Onde ficar em Tula de Allende

Como nós fizemos apenas um bate e volta desde a Cidade do México, não temos indicação de lugar pra ficar, mas você pode encontrar um bom lugar pra ficar no Booking.com.



Booking.com


QUER AJUDAR O DMEC SEM GASTAR MAIS POR ISSO? 

Organize sua viagem utilizando nossos parceiros e ajude nosso blog:

– Encontre e reserve sua hospedagem em Tula de Allende, na Cidade do México, ou em qualquer parte do mundo através do Booking.com. Você não paga nem um centavo a mais e ainda ajuda o blog! Lembrando que a maioria das reservas feitas através do Booking.com podem ser canceladas.

– Contrate seu seguro viagem através da nossa parceira Real Seguro, além de estar ajudando a manter o DMEC, você vai encontrar o melhor preço, pois a Real Seguro faz cotações com as melhores seguradoras do mercado!

– Está pensando em alugar um carro no México!? Consiga o melhor preço consultando as melhores locadoras através da Rentcars.comAlém de economizar , você pode pagar em até 12x, sem IOF e o melhor, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso!


 

 

Share

18 Respostas para Tula de Allende, a cidade dos guerreiros Toltecas.

  1. Mariana Dutra disse:

    Nossa, que lugar interessante! Passamos três meses no México no início do ano e não chegamos a conhecer Tula de Allende, acredita? Apesar disso, fomos em várias zonas arqueológicas do país e amamos demais conhecer mais sobre a história mexicana.

  2. Uau! Que lugar lindo e cheio de histórias. Fui apenas uma vez para o México, mas já tenho intenções de retornar para conhecer esse cantinho e novos outros tb.

  3. Rui Baptista disse:

    Tula de Allende, a cidade dos guerreiros Toltecas: Marcado no mapa! Bela descoberta. A pensar ir ao México em 2017… uma bela sugestão 🙂

  4. Gê Azevedo disse:

    Ah, Itamar! Eu, como sou a louca das ruínas, iria adorar conhecer Tula de Allende. Que pena que ainda não está na rota da maioria dos vijantes.

  5. que cidade é essa Ita, eu deixei de conhecer várias cidades mexicanas, mas que bom que posso voltar sempre, fiquei ainda com mais vontade de voltar ao México e conhecer cidades tipo Tula, adoro as cidades do interior!

  6. Fábio Mendes disse:

    Eu fico fascinado com o que as civilizações pré-colombianas fizeram nas Américas. Belíssimas as estruturas dos antigos palácios toltecas. Adorei a postagem, fiquei com muita vontade de conhecer. Abraços!!!

  7. Marta Chan disse:

    Tenho esta enorme paixao por zonas arqueologicas, fiquei fascinada com o mundo dos maias quando viajamos america central. Mas a tula de allende tambem me parece bem, gostei muito das casinhas coloridas.

    Viver a Viajar

  8. Ana Carolina Miranda disse:

    Visitar sítios arqueológicos é uma experiência ímpar. Ainda não conhecia esta, mas gostei muito do post e das dicas para visitar o Templo dos Guerreiros Toltecas

  9. angie disse:

    geeente imagina se tivessem terminado essa obra, como seria louco ver um salão com aqueles 4 guerreiros de quase 5 m de altura!!! como pode né, faziam umas obras gigantescas dessas ai sem máquinas!!! omgg

  10. Que incrível esses gigantes! Realmente eu nunca tinha ouvido falar dessa cidade. Sempre bom conhecer lugares novoa através dos amigos bloggers!!
    Adorei as cores vivas das casas!

  11. Marianne disse:

    Não conhecia esse lugar! Muito interessante! Adoro ler blogs de viagem pois é o lugar onde me inspiro para as minhas próximas viagens!

  12. Que post ANIMAL!! Vendeu a ideia e o destino, parabéns!

  13. Há tantos lugares maravilhosos e ainda escondidos para serem conhecidos né?!O México é fascinante… tenho muita vontade de conhecer!

  14. Muito colorida a cidade e muito impressionantes esses Atlantes de Tula. Deve ter sido uma experiência muito boa! Parabéns pelo post,ele está muito bem organizado.

  15. Não conhecia esse local. Fui ao México e não passei por lá, uma pena! Adorei a parte do post da zona arqueológica e o colorido das casas :-). Muito legal. Parabéns!

  16. Nunca fui ao México e tenho fascínio por ruínas ou descobertas arqueológicas!
    A cidade de Tula de Allende pode até não ter grandes atrativos, mas me encantei demais pela Zona Arqueológica de Tula.

  17. Dayana disse:

    Boa dica de bate e volta!!! 🙂

    Adoro conhecer lugares históricos assim. E o México está na listinha faz tempo… <3

  18. Bruno Miguel disse:

    O México tem muita história que não é mostrada, né?! E muita coisa para ver também… Obrigado pelo post! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *